Tempo
|
A+ / A-

Mais de metade devido a contaminações

Praias portuguesas já tiveram 48 restrições a banhos este ano

11 ago, 2023 - 19:21 • Diogo Camilo com Lusa

Mais de metade foi interdita devido a contaminações de bactérias ou "bloom" de algas. Metade foi desaconselhada pela Agência Portuguesa do Ambiente e a outra metade por delegados de saúde regionais.

A+ / A-

Foram reportadas 48 situações de restrições ao banho em águas balneares desde o início do ano, com metade dos casos a surgirem após desaconselhamento da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a outra metade após interdições pelos delegados de saúde locais.

Destes 48 casos reportados até 11 de agosto, a grande maioria (34) deveu-se a contaminações bacteriológicas , enquanto 12 aconteceram por precaução, devido a chuvas intensas, seca, ou avaria das estações elevatórias. As outras duas fora interditadas ou desaconselhadas a banhos devido a "blooms algais".

Na época balnear do ano passado registaram-se 94 ocorrências, das quais 42 resultaram em desaconselhamentos e 52 em interdições.

O esclarecimento da APA surge no mesmo dia em que a associação ambientalista Zero alertou para o agravamento da qualidade da água nas praias nesta época balnear, revelando que 28 já estiveram interditadas e dezenas já tiveram banho desaconselhado ou proibido.

"As restrições ao banho são medidas de gestão em circunstâncias excecionais, que visam proteger a saúde dos banhistas. A imposição de um desaconselhamento ao banho é da responsabilidade da APA, já a imposição de uma interdição é da responsabilidade da Autoridade de Saúde Regional. Podem, ainda, acontecer restrições ao banho, por outras razões de segurança, que não relativas à qualidade da água, por iniciativa dos municípios (seja pela Proteção Civil Municipal ou não), ou das capitanias, no âmbito das suas responsabilidades", esclarece a agência no comunicado.

E explica que cada água balnear "banha" uma ou mais praias, pelo que o desaconselhamento ou a interdição de uma água balnear, pode impedir o banho em mais do que uma praia. .

Para a presente época balnear foram identificadas 511 águas balneares em Portugal continental, sendo 359 águas balneares costeiras e de transição e 152 águas balneares interiores. .

A APA, explica ainda, durante cada época balnear realiza mais de 9.000 análises que garantem uma vigilância às condições de qualidade para a prática balnear, correspondendo a um investimento de 216 mil euros só em análises, a que é preciso somar os custos de recolha das amostras em todas as águas balneares identificadas. .

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+