A+ / A-

Ferrovia

Alta velocidade. Linha preocupa comissão dos vinhos da Bairrada

09 ago, 2023 - 17:10 • Lusa

A Comissão Vitivinícola da Bairrada diz que não está contra a construção da linha, mas opõe-se ao traçado atravessar a região entre Águeda e Coimbra.

A+ / A-

A Comissão Vitivinícola da Bairrada está preocupada com as propostas apresentadas para o troço da linha ferroviária de alta velocidade entre Aveiro e Coimbra, que irão destruir "uma mancha que tem sido um dos maiores cartões-postais" da Bairrada.

"A decisão política de se avançar com a construção da linha de alta velocidade vai ter um impacto bastante negativo nesta região vitivinícola do Centro de Portugal, na medida em que há troços que atravessam aquele que é o território vitivinícola da "Indicação Geográfica Beira Atlântico", onde se insere a "Região Demarcada da Bairrada"", refere a Comissão.

Numa nota de imprensa enviada aos jornalistas, a Comissão Vitivinícola da Bairrada explicou que a sua apreensão e "enorme preocupação" foi transmitida num parecer, na sequência da consulta pública promovida pela Agência Portuguesa do Ambiente, no âmbito do procedimento de avaliação de impacto ambiental para o estudo prévio da linha ferroviária de alta velocidade, entre o Porto e Lisboa.

"A construção da linha de alta velocidade, tal como é apresentada, destrói uma mancha que, ao longo dos últimos anos, tem sido um dos maiores cartões-postais da região vitivinícola da Bairrada e um dos seus mais eficientes embaixadores. A sua singularidade e identidade vão, desta forma, ser irremediavelmente afetadas", lamentou.

De acordo com o presidente da Comissão Vitivinícola da Bairrada, Pedro Soares, estes traçados são "extremamente penalizadores para a região da Bairrada", onde "o cultivo da vinha é uma atividade económica com enorme importância social e cultural, mas também económica".

"Através das denominações de origem é possível valorizar uma atividade não deslocalizável (produção de uvas), fixar população, contribuir de forma decisiva para a economia local e tornar mais sustentável todo um território. Uma vinha é, em si, um ativo tão único e importante que, em muitos casos, dá origem a vinhos que levam aos quatro cantos do mundo o nome dessa mesma vinha, da região e de Portugal", defendeu.

No seu entender, os viticultores, bem como os solos e as linhas de água existentes, vão sofrer "prejuízos incalculáveis e irreparáveis".

"As obras necessárias, os taludes a efetuar, os transportes durante a fase de construção e um conjunto de condicionantes associados a este tipo de projetos vão, em muitos casos, alterar de forma irrecuperável boa parte da região bairradina", sustentou.

Pedro Soares aludiu aos diversos investimentos realizados, ao longo dos últimos anos, na recuperação e plantio de vinha; na adaptação, manutenção e construção de adegas; na criação de caminhos e percursos para intensificar o enoturismo, para além da criação de rotas e valorização da paisagem natural.

"Quem se responsabilizará por tantos danos, materiais e imateriais, que o avanço desta obra trará para a nossa região?", questionou, indicando também que a Comissão Vitivinícola da Bairrada não foi formalmente contactada, até ao momento, sobre esta matéria.

Na nota de imprensa, esclareceu ainda que não estão contra a linha ferroviária de alta velocidade em Portugal, no entanto, não aceitam os traçados propostos, por serem "demasiado penalizadores para uma região de passado, presente e futuro, como é a Bairrada".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+