A+ / A-

Autarcas transmontanos satisfeitos com aprovação da ligação Porto, Zamora e Madrid

04 ago, 2023 - 17:40 • Lusa

O traçado apresentado tem prevista passagem por Mirandela, Bragança, Macedo de Cavaleiros e pela designada Terra de Miranda.

A+ / A-

Autarcas transmontanos congratularam-se esta sexta-feira com a aprovação, por unanimidade, da declaração de apoio do Conselho Provincial de Zamora, em Espanha, para ligar as cidades do Porto, Zamora e Madrid através de uma ferrovia de alta velocidade por Trás-os-Montes.

"Foi aprovado por unanimidade, pelos partidos políticos com representação no Conselho Provincial de Zamora, o apoio à proposta de construção da uma ligação de via-férrea a alta velocidade entre o Porto e Madrid via Trás-os-Montes", disse à Lusa o presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) Terras de Trás-os-Montes, Jorge Fidalgo.

De acordo com o líder da CIM transmontana, o traçado apresentado tem prevista passagem por Mirandela, Bragança, Macedo de Cavaleiros e pela designada Terra de Miranda.

"Penso que todos os concelho que integram a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) estão imbuídos neste desejo de que esta ligação à alta velocidade se possa concretizar", vincou o também autarca de Vimioso.

Já o presidente da Câmara de Bragança, Hernâni Dias, indicou que esta aprovação por parte do Conselho Provincial de Zamora se traduz " numa vontade clara" de trabalho transfronteiriço o que dá sinal de um entendimento claro de que "é necessário promover os territórios raianos".

"Esta ligação ferroviária à alta velocidade é de facto extremamente relevante, não só sob o ponto de vista social, económico e do desenvolvimento do território, mas também pela capacidade para se contribuir para debelar problemas resultantes das alterações climáticas, tendo em conta que o transporte ferroviário é mais ecológico", defendeu o autarca de Bragança.

Já a presidente da Câmara de Miranda do Douro, Helena Barril, referiu que há união de esforços para escrever o futuro do território nordestino e do Norte em geral.

"Não podemos reescrever o passado, mas hoje é novo capítulo que se iniciou na cooperação transfronteiriça. Este estudo da Associação Vale d"Ouro a ser incluído no nosso Plano Nacional Ferroviário [PNF] alavancará o desenvolvimento da região Norte, principalmente no território trasmontano", descreveu.

A proposta/estudo hoje aprovada no Conselho Provincial de Zamora foi uma iniciativa da Associação Vale d"Ouro que sugere uma ligação de pouco mais de duas horas entre o Porto e Madrid via Trás-os-Montes, com ligação à rede de alta velocidade espanhola em Zamora, podendo ser também uma alternativa à ligação Lisboa-Madrid.

"Manifestamos o nosso apoio aos presidentes das câmaras municipais transfronteiriças de Bragança, Miranda do Douro, Macedo de Cavaleiros e Vimioso, bem como à Associação Vale d"Ouro, em todas as ações e iniciativas realizadas para a concretização deste projeto que consideramos vital para o progresso tanto da província de Zamora como da região Norte de Portugal", pode ler-se num documento a que Lusa teve acesso, assinado pelo presidente da Deputación de Zamora, Xavier Fauende.

A Associação Vale D"Ouro, sediada no Pinhão, no distrito de Vila Real, divulgou em outubro de 2021 um estudo que propõe uma linha de alta velocidade ferroviária que colocaria o Porto a três horas de Madrid, em Espanha, passando pelas capitais transmontanas Vila Real e Bragança, e por Zamora, onde ligaria à rede de alta velocidade espanhola.

Autarcas e outras entidades regionais portuguesas também fizeram chegar as pretensões locais durante o período de discussão pública do plano, que terminou em 28 de fevereiro, nomeadamente a de que a ligação ferroviária Porto/Vila Real/Bragança tenha perfil de alta velocidade e ligação a Espanha, em Zamora, com passagem no Planalto Mirandês.

O Plano Ferroviário Nacional (PFN) tem como principais objetivos "passar de 4,6% para 20% de quota modal no transporte de passageiros", "passar de 13% para 40% de quota modal no transporte de mercadorias", "assegurar ligação com elevada qualidade de serviço aos 28 centros urbanos de relevância regional, que incluem todas as capitais de distrito, potenciando o seu desenvolvimento".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+