A+ / A-

Idanha-a-Nova

Boom Festival. 112 detidos e milhares de doses de droga apreendidas

01 ago, 2023 - 08:39 • Lusa

Operação entre 14 e 28 de julho contou com a participação da Gendarmerie Nationale (França), Arma dei Carabinieri (Itália) e Guardia Civil (Espanha).

A+ / A-

Mais de uma centena de pessoas foram detidas pela GNR numa operação especial de prevenção criminal num festival que decorreu em Idanha-a-Nova, tendo sido apreendidas milhares de doses de droga, entre as quais cocaína e quetamina.

Em comunicado, a GNR explica que a operação decorreu entre 14 e 28 de julho e envolveu um total de várias valências operacionais.

Foram detidas 112 pessoas (91 homens e 21 mulheres), por posse de arma proibida e tráfico de estupefacientes, tendo sido apreendidos cerca de 22.000 euros em numerário, 20.000 doses de LSD líquido, 7.102 doses de MDMA, 5.182 doses de liamba, 4.527 de cocaína, 3.884 de haxixe e 1.519 doses de anfetaminas.

A GNR apreendeu ainda 820 doses de LSD em selo, 403 gramas quetamina, 257,30 gramas (gr) de cristais, 194 gr de cogumelos, 4,6 gramas de 2CB, três gramas de BLOOM, duas gomas de LSD, um frasco com óleo de haxixe, 30 garrafas de óxido nitroso, seis balanças de precisão, três gás pimenta, duas armas brancas e sete telemóveis.

Foram ainda elaborados 103 autos de contraordenação por consumo de estupefacientes.

Esta operação contou ainda com o reforço de militares de forças congéneres, em particular a Gendarmerie Nationale (França), Arma dei Carabinieri (Itália) e Guardia Civil (Espanha).

Entre os dias 20 e 27 de julho, o concelho de Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, recebeu a 14.ªedição do Boom Festival, que decorreu na herdade da Granja e acolheu cerca de 39 mil pessoas de 177 nacionalidades, tendo como tema o Amor Radical.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+