A+ / A-

JMJ. Heliporto de Fátima pronto para aterragem do Papa Francisco

29 jul, 2023 - 09:00 • Teresa Paula Costa

Força Aérea fez testes e deu formação a bombeiros. Heliporto é primeira fase do projeto que envolve construção de quartel e parada para hospital de campanha.

A+ / A-

O heliporto dos Bombeiros Voluntários de Fátima, onde o Papa Francisco vai aterrar a 5 de agosto, já está pronto, revelou à Renascença o presidente da direção da associação humanitária.

“Neste momento está terminado, faltam questões de pormenor como algum ajardinamento e limpeza, mas está terminado”, garantiu Amorim Gonçalves.

Nas últimas semanas, o espaço tem sido visitado por várias entidades.

Segundo Amorim Gonçalves, “a Força Aérea fez vários testes com os helicópteros – o Merlin e o Koala – nos quais o nosso pessoal fez formação para apoio a estas aeronaves e, neste momento, a informação que temos é que vai ser utilizado”.

Uma infraestrutura a beneficiar região centro do país

O heliporto é a primeira fase de uma obra que inclui também a construção da parada, onde, nas grandes peregrinações será instalado o hospital de campanha, e o quartel dos bombeiros.

Até este momento, a obra tem progredido graças às ajudas de empresas e particulares, alguns cedendo terrenos, outros material e mão de obra.

A associação não conseguiu ainda qualquer financiamento do Estado, por isso, a parada e a construção do quartel têm de ficar para mais tarde.

“Vai fazer a proteção e o socorro às pessoas nacionais e a quem nos visita e vai ser importante também no combate aos incêndios, pela sua localização, junto à A1”, salientou Amorim Gonçalves.

Ao que a Renascença sabe, a 5 de agosto, serão três as aeronaves que aterrarão naquele espaço, a última, o helicóptero EH - 101, transportando o Papa Francisco.

O Santo Padre seguirá depois de carro para o santuário onde rezará com os peregrinos, regressando depois a Lisboa para assistir às restantes atividades da JMJ.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+