Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

JMJ 2023. Motoristas e cantoneiros da Câmara de Lisboa desconvocam greve

17 jul, 2023 - 19:36 • Lusa

Manuel Oliveira adiantou ainda que foi discutido também a necessidade de "afinar" horários de trabalho.

A+ / A-

Os trabalhadores dos resíduos sólidos e urbanos de Lisboa desconvocaram hoje a greve que tinham marcado para os dias da Jornada Mundial da Juventude, depois de terem chegado a acordo com a Câmara Municipal, anunciou o sindicato.

A paralisação tinha sido convocada no início do mês pelo Sindicato Nacional dos Motoristas e Outros Trabalhadores (SNMOT) para decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto, abrangendo sobretudo motoristas e cantoneiros, trabalhadores afetos à remoção de resíduos do município de Lisboa.

Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente do SNOMT, Manuel Oliveira, explicou que a greve foi desconvocada porque foi possível chegar a acordo com o executivo de Carlos Moedas (PSD) relativamente ao pagamento dos "títulos habilitantes para a função", que estavam a ser suportados desde 2020 pelos trabalhadores.

"Desde o anterior executivo (presidido pelo socialista Fernando Medina) que a Câmara de Lisboa não estava a aplicar isto, que é de lei. Essa questão está ultrapassada e existe o compromisso de pagar isso aos trabalhadores a partir de 2024", referiu.

O sindicalista explicou que o pagamento será feito em 2024 com retroativos, respeitantes ao período compreendido entre 01 de janeiro de 2020 e 31 de dezembro de 2023 e abrangendo cerca de 400 motoristas.

Manuel Oliveira adiantou ainda que foi discutido também a necessidade de "afinar" horários de trabalho.

"O que eu posso dizer é que as conversações foram feitas de forma elevada e que chegámos a um consenso", apontou.

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto, com as principais cerimónias a terem lugar no Parque Eduardo VII e no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+