A+ / A-

Operação internacional de tráfico de droga apreende 1,5 toneladas de cocaína

14 jul, 2023 - 11:02 • Olímpia Mairos

Além da droga apreendida foram detidos 12 presumíveis traficantes.

A+ / A-

A Polícia Judiciária (PJ) participou numa operação internacional de combate ao tráfico de droga por via marítima que terminou na detenção de 12 presumíveis traficantes e na apreensão de cerca de 1,5 toneladas de cocaína.

Em comunicado divulgado esta sexta-feira, a Direção Nacional da PJ indica que a “Operação White Sea III” decorreu entre 11 de junho e 12 de julho, durante a qual “foram monitorizados os movimentos de um total de 779 embarcações e realizadas 79 ações de busca e inspeção”.

Focada em vários ‘modi operandi’ de que as organizações criminosas se socorrem para introduzir grandes quantidades de estupefacientes no continente europeu, a operação policial “incidiu sobre os movimentos de embarcações em determinados segmentos da costa atlântica do continente europeu, no Canal da Mancha, no Mar do Norte e também sobre as atividades desenvolvidas nalguns portos marítimos”, lê-se no documento.

Esta operação, incluída num dos planos de ação da European Multidisciplinary Platform Against Criminal Threats (EMPCAT) da União Europeia, contou também com a participação das autoridades da Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Irlanda, Noruega, Suécia, Polónia e Reino Unido.

De acordo com a PJ, a ação foi desenvolvida em estreita articulação e com o apoio e empenhamento da Frontex, Europol e do o Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics (MAOC-N) com sede em Lisboa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+