Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Lousã

Bombeiro detido por suspeita de cinco incêndios florestais

07 jul, 2023 - 13:11 • Lusa

Bombeiro voluntário de 25 anos é suspeito de atear fogos ocorridos na segunda e na quarta-feira na Lousã, distrito de Coimbra.

A+ / A-

Um homem de 25 anos, empregado fabril e bombeiro voluntário, foi detido pela suspeita da prática de cinco crimes de incêndio florestal em localidades do concelho da Lousã, no distrito de Coimbra, informou a Polícia Judiciária (PJ) esta sexta-feira.

A PJ esclareceu numa nota de imprensa que o suspeito foi detido na quinta-feira, através da diretoria do Centro, com a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR) da Lousã e do Grupo de Trabalho para a Redução de Ignições em Espaço Rural do Centro.

O homem, “solteiro, empregado fabril e bombeiro voluntário”, foi detido pela presumível prática de cinco crimes de incêndio florestal, ocorridos na segunda e na quarta-feira, no concelho da Lousã, no distrito de Coimbra.

O suspeito, com “uso de chama direta (isqueiro), ateou os incêndios na floresta, em zonas com vasta mancha florestal com centenas de hectares, com continuidade vertical e horizontal, densamente povoados, confinante com a zona urbana, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida e decisiva intervenção dos meios de combate”, afirmou a PJ.

De acordo com a PJ, a atuação do homem “colocou em perigo” a integridade física, a vida de pessoas, habitações e uma grande mancha florestal.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+