Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

"Evite fazer transferências bancárias". PSP deixa alerta para fraudes nas férias

21 jun, 2023 - 14:01 • Diogo Camilo

Em parceria com a plataforma Airbnb, a PSP emitiu orientações sobre como se proteger e detetar burlões. Desconfie de “ofertas invulgarmente baratas ou de depósitos elevados” e "links inesperados".

A+ / A-

A Polícia de Segurança Pública (PSP) alertou esta quarta-feira para o perigo de fraude nas férias na altura da reserva de uma casa ou hotel.

Numa parceria com a empresa Airbnb, a PSP deixa algumas recomendações para manter as pessoas seguras e orientações sobre como detetar burlões.

Entre elas está a desconfiança de “ofertas invulgarmente baratas ou de depósitos elevados”: “se uma oferta ou proposta parecer demasiado boa para ser verdade, pode tratar-se de um burlão e é melhor terminar imediatamente qualquer comunicação”.

“Se puder, pague com cartão de crédito e evite fazer transferências bancárias - o pagamento com cartão de crédito oferece frequentemente uma melhor proteção e uma maior probabilidade de recuperar o seu dinheiro”, refere a PSP em comunicado.

Entre as recomendações estão os “links inesperados”, com a PSP a recomendar saber como detetar “mensagens de correio eletrónico, sites, textos e publicações em redes sociais falsos”.

No uso específico da plataforma Airbnb, é pedido que permaneça sempre dentro do site e que o link seja sempre verificado.

A PSP deixa ainda algumas dicas sobre como detetar um burlão: tendem a afirmar estar no estrangeiro, são “(demasiado) profissionais”, querem obter uma resposta rápida e dão prazos, pedem para pagar com um depósito adiantado e podem mencionar que trabalham para uma empresa oficial para fazer a pessoa sentir-se segura.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+