Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Açores

Sao Miguel. Mulher detida após cortar pulseira eletrónica

30 mai, 2023 - 11:59 • Lusa

Em prisão domiciliária por suspeita de crimes contra a propriedade, mulher foi intercetada pela PSP em menos de três horas.

A+ / A-

Uma mulher de 27 anos foi detida, "em flagrante delito", após ter alegadamente cortado a pulseira eletrónica que lhe tinha sido colocada e fugido, na Lagoa, na ilha de São Miguel, nos Açores, foi nesta terça-feira anunciado.

Segundo um comunicado de imprensa do Comando Regional dos Açores da PSP, a mulher foi detida na sequência de "um alerta emitido pelos serviços da Direção Regional de Reinserção e Serviços Prisionais", dando conta de que a arguida teria cortado a pulseira eletrónica e iniciado uma "fuga para parte incerta".

A mulher estava com a medida de coação de obrigação de permanência na habitação com meios técnicos de controlo à distancia por estar "fortemente indiciada na prática de vários crimes relacionados com criminalidade violenta e grave, nomeadamente crimes contra a propriedade", informa a PSP.

A suspeita foi intercetada em menos de três horas na freguesia de Água de Pau.

"A detida, depois de ter sido presente novamente no Tribunal Judicial de Ponta Delgada, foi julgada e condenada em processo sumário a uma pena de cinco meses de prisão, suspensa na sua execução, durante o período de um ano", refere ainda a polícia.

O Comando Regional da PSP apela à população para que, sempre que tenha conhecimento de violações de medidas privativas da liberdade em regime domiciliário, contacte rapidamente qualquer esquadra de polícia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+