Tempo
|
A+ / A-

Buscas por Maddie McCann

Polícia britânica confirma que está em Portugal para manter pais de Maddie informados

23 mai, 2023 - 15:10 • Lusa

Autoridades britânicas mantêm há 12 anos uma investigação aberta, a “Operação Grange”, financiada pelo Ministério do Interior, para tentar encontrar a menina inglesa desaparecida na Praia da Luz.

A+ / A-

A polícia britânica confirmou esta terça-feira que tem agentes presentes em Portugal para assistir às buscas relacionadas com o desaparecimento de Madeleine McCann e manter a família da criança informada.

O Inspetor-Chefe da Polícia Metropolitana de Londres, Mark Cranwell, revelou que a força "continua a trabalhar e a apoiar os seus colegas em Portugal e na Alemanha, nas suas investigações sobre o desaparecimento de Madeleine McCann”.

O responsável agradeceu “à Polícia Judiciária e ao Bundeskriminalamt” por permitirem à polícia britânica “estar presente enquanto o seu trabalho está a decorrer, para que possa informar a família da Madeleine de quaisquer desenvolvimentos”.

Buscas relacionadas com o desaparecimento de Madeleine McCann há 16 anos começaram esta manhã na barragem do Arade, em Silves, distrito de Faro, envolvendo dezenas de agentes.

As buscas estão ser realizadas pela Polícia Judiciária e acompanhadas por autoridades alemãs e inglesas, na sequência de uma Decisão Europeia de Investigação (as antigas cartas rogatórias) dirigida pelas autoridades da Alemanha a Portugal.

O local terá sido identificado como sendo frequentado por Christian Brueckner, o qual os investigadores alemães têm vindo, desde 2020, a apontar como o principal suspeito do desaparecimento e alegado homicídio da criança britânica.

Madeleine McCann desapareceu em 03 de maio de 2007, pouco antes de completar o seu quarto aniversário, quando passava férias com os pais e irmãos na Praia da Luz.

Christian Brueckner, 45 anos, está a cumprir pena em Kiel (Alemanha) por outro crime. Foi também acusado em outubro passado pela Justiça alemã de três crimes de violação e dois de abusos sexuais de crianças em território português, crimes que terão sido cometidos entre 2000 e 2017.

O suspeito nega qualquer envolvimento no caso Maddie.

A polícia britânica mantém desde 2011 uma investigação aberta, intitulada “Operação Grange”, financiada pelo Ministério do Interior e que já terá custado cerca de 13 milhões de libras (15 milhões de euros no câmbio atual).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+