Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Homem baleado e detido após esfaquear PSP no Metro de Lisboa

18 mai, 2023 - 19:49 • Redação, com Lusa

Incidente aconteceu na Estação da Bela Vista. Agentes dispararam para as pernas de um homem armado com faca de grandes dimensões.

A+ / A-

A PSP disparou esta quinta-feira contra um homem que esfaqueou um polícia na estação da Bela Vista, do Metropolitano de Lisboa, indica a Polícia de Segurança Pública.

“Apesar das reiteradas ordens e advertências para que largasse a arma, avançou na direção dos polícias, com a faca empunhada com claro intuito de agressão. Face à gravidade da ameaça, e para além dos disparos de advertência, houve necessidade de recurso a arma de fogo contra o suspeito agressor, de forma menos letal, atingindo-o em ambas as pernas”, informou hoje a PSP, em comunicado.

A força de segurança relatou que foi chamada a uma ocorrência em Marvila, às 18h07, devido a um episódio a envolver um “indivíduo com comportamento agressivo”, que empunhava uma arma branca “de grandes dimensões” no interior de um prédio, de onde escapou para a estação da Bela Vista, com a faca e “ameaçando agredir os transeuntes”.

Segundo a PSP, quando o homem, de 54 anos, chegou junto à linha do Metro, foi impedido por um dos agentes de se atirar, mas desferiu um golpe com a arma branca num dos polícias, na zona do abdómen, e acabou por entrar no túnel.

De acordo com a nota emitida pela força de segurança, “apesar das reiteradas ordens e advertências para que largasse a arma, avançou na direção dos polícias, com a faca empunhada com claro intuito de agressão”, altura em que foram feitos disparados de advertência e depois às pernas.

“De imediato, os polícias prestaram os primeiros socorros ao cidadão e acionaram o socorro médico. O detido foi transportado a unidade hospitalar, onde permanece livre de perigo e sob custódia policial, para futura apresentação a autoridade judiciária”, é referido no mesmo comunicado.

Na sequência da operação, um dos polícias recebeu também tratamento hospitalar, devido a uma queda durante a perseguição.

O episódio originou a interrupção da circulação na linha vermelha do Metropolitano de Lisboa, que liga as estações do Aeroporto e São Sebastião, desde perto das 18h30, altura em que a empresa informou na rede social Twitter que a paragem poderia ser prolongada e que o motivo se devia a “causa alheia ao Metro”.

A circulação na Linha Vermelha foi retomada pelas 23h30 desta quinta-feira.

[notícia atualizada às 23h36]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+