Tempo
|
A+ / A-

25 Abril. Parlamento comemora Revolução dos Cravos após receber Lula da Silva

25 abr, 2023 - 06:15 • Lusa

Estão marcadas manifestações junto ao parlamento, a favor e contra o Presidente do Brasil.

A+ / A-

O 49.º aniversário do 25 de Abril vai ser assinalado, esta terça-feira, no parlamento com a tradicional sessão solene, após uma cerimónia de boas-vindas ao Presidente do Brasil, a última etapa da sua visita de Estado a Portugal.

A sessão solene do 25 de Abril vai começar às 11h30, ao contrário do que é habitual, uma vez que às 10h00 irá realizar-se a cerimónia de boas-vindas a Luiz Inácio Lula da Silva, que termina a sua visita de Estado a Portugal iniciada no sábado.

A participação do chefe de Estado brasileiro numa sessão na Assembleia da República no dia da Revolução dos Cravos esteve envolta em polémica, e mereceu fortes críticas da Iniciativa Liberal e do Chega, partido que anunciou uma manifestação de repúdio em frente ao parlamento.

Além desta ação de protesto anunciada pelo Chega, estão previstas mais três concentrações em locais próximos à Assembleia da República durante a manhã, de acordo com a PSP, que reforçará o policiamento com várias valências, incluindo o corpo de intervenção.

Depois da sessão de boas-vindas, que contará com intervenções de Lula da Silva e do presidente da Assembleia da República, os serviços parlamentares irão decorar a Sala das Sessões com os tradicionais cravos vermelhos, e, na varanda do Palácio de São Bento, a bandeira do Brasil será substituída pelo pavilhão presidencial.

Às 11h30, está previsto o início da sessão solene comemorativa do 25 de Abril, com discursos dos oito partidos com assento parlamentar, por ordem crescente de representatividade: Livre, PAN, BE, PCP, IL, Chega, PSD e PS.

Discursará ainda o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, cabendo a última intervenção, como é habitual, ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Esta sessão já não contará com a presença de Lula da Silva que, após a cerimónia de boas-vindas, segue para Madrid, com uma agenda que inclui reuniões com o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, Filipe VI de Espanha e ainda um fórum empresarial.

Parlamento e Palácio de São Bento acessíveis ao público

Da parte da tarde, entre as 15h30 e as 18h00, o parlamento estará aberto ao público, assim como a residência do primeiro-ministro, em São Bento, estando previsto que os visitantes possam "circular diretamente" entre os dois espaços.

Nos jardins do Palacete de São Bento, haverá também, a partir das 14h30, um programa com forte tónica cultural, que incluirá danças, espetáculos infantis, oficinas de prática artesanal ou ainda concertos, como o da fadista Ana Moura.

Ao mesmo tempo, decorre o habitual desfile popular pela Avenida da Liberdade, em Lisboa, promovido por mais de 40 organizações da sociedade civil, partidárias e sindicais, entre as quais a Associação 25 de Abril, PCP, Bloco de Esquerda, PS, BE, ou ainda as centrais sindicais CGTP e UGT.

Ao contrário dos últimos dois anos, em que organizou uma iniciativa própria, a Iniciativa Liberal vai também integrar este desfile, segundo disse fonte oficial do partido à Lusa.

Ainda durante a tarde, pelas 15h00, Marcelo Rebelo de Sousa irá participar, no Palácio de Belém, na cerimónia de tomada de posse dos três novos juízes do Tribunal Constitucional, em substituição de João Caupers, Pedro Machete e Lino Ribeiro.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+