A+ / A-

Greve. CP suprimiu 104 comboios dos 641 programados até às 19h00

16 abr, 2023 - 20:04 • Lusa

A CP suprimiu 104 comboios dos 641 programados para entre as 00:00 e as 19:00 de hoje, devido à greve dos trabalhadores, segundo dados enviados à Lusa pela empresa.

A+ / A-

A CP suprimiu 104 comboios dos 641 programados para entre as 00:00 e as 19:00 deste domingo, devido à greve dos trabalhadores, segundo dados enviados à Lusa pela empresa.

De acordo com a CP - Comboios de Portugal, neste período circularam 537 comboios, ou seja houve uma taxa de supressão de 16,2%. Dos comboios regionais foram cancelados 49 dos 185 programados, o que representou uma taxa de supressão de 26,5%, a mais alta, tal como no sábado.

Seguida do longo curso, com 17,3%, tendo sido realizados 43 dos 52 comboios programados e suprimidos nove. Nos urbanos de Lisboa, foram suprimidos 38 dos 256 comboios programados e nos do Porto não foram efetuados oito dos 127 previstos.

Nos urbanos de Coimbra deste domingo não foi necessário suprimir comboios por causa da greve e realizaram-se os 21 previstos. Depois de vários dias de greve entre as 00:00 e as 02:00 e de um dia inteiro na passada quinta-feira, até 30 de abril a paralisação na Infraestruturas de Portugal (IP) e na CP será a partir da oitava hora de serviço.

Até final do mês, "na CP, os trabalhadores cujo seu período normal de trabalho abranja mais de três horas durante o período compreendido entre as 00:00 e as 05:00, entrarão em greve a partir da sétima hora de serviço".

Até 30 de abril, na IP, "os trabalhadores cujo seu período normal de trabalho abranja mais de três horas durante o período compreendido entre as 00:00 e as 05:00, entrarão em greve a partir da sétima hora de serviço".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+