A+ / A-

Câmara de Odemira ainda com ação "condicionada" após ciberataque

06 abr, 2023 - 11:12 • Lusa

Presidente da Câmara estimou ser previsível que, "dentro de uma ou duas semanas, estejam normalizados os processos de relação [da autarquia] com as pessoas".

A+ / A-

A Câmara de Odemira continua com a sua ação "muito condicionada" após o ataque informático de que foi alvo, a 25 de março, disse esta quinta-feira o presidente do município, Hélder Guerreiro.

Em declarações à agência Lusa, o presidente desta autarquia do litoral alentejano, eleito pelo PS, explicou que o ataque afetou "todo o sistema digital da câmara municipal, todas as unidades orgânicas e todos os serviços municipais".

"Foi, de facto, um ataque violentíssimo e a câmara municipal continua a ter uma ação condicionada", disse.

Segundo o autarca, "a primeira semana foi de recuperação de tudo o que são sistemas internos da câmara municipal, nomeadamente servidores e base de dados e informações".

Hélder Guerreiro estimou ser previsível que, "dentro de uma ou duas semanas, estejam normalizados os processos de relação [da autarquia] com as pessoas".

"A nossa primeira vontade é normalizar o atendimento às pessoas e dar resposta aos cidadãos", afiançou, acrescentando que será também necessário "recuperar algumas coisas que foram perdidas e reconstruir processos".

O ataque informático à Câmara de Odemira foi registado a 25 de março, comprometendo o normal funcionamento dos serviços municipais.

O caso foi "prontamente" comunicado ao Centro Nacional de Cibersegurança e à Polícia Judiciária, que está a investigar o sucedido.

Hélder Guerreiro revelou à Lusa que, "como em casos semelhantes, os autores do ataque deixaram uma pista, para que pudesse ser seguida e, eventualmente, chegar-se a uma proposta de resgate".

"Mas, em conjunto com as forças de segurança, optámos por não fazer esse seguimento, porque a experiência de outros casos diz-nos que isso é infrutífero. Temos é de trabalhar para colocar tudo "online" outra vez", argumentou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+