Tempo
|
A+ / A-

Algumas estradas reabrem em Lisboa, muitas ainda cortadas noutros pontos

13 dez, 2022 - 14:48 • Lusa

Segundo informação da Infraestruturas de Portugal, também há vários condicionamentos nas vias ferroviárias.

A+ / A-

A circulação automóvel já foi restabelecida em várias estradas da região de Lisboa, mas no distrito de Portalegre muitas continuam cortadas e na ferrovia há vários constrangimentos também, segundo o último ponto de situação da Infraestruturas de Portugal (IP).

Segundo a IP - que gere parte das redes, fornecendo, portanto, um retrato parcial da realidade -, no distrito de Lisboa foi restabelecida a circulação do IP7, no sentido Norte-Sul, no acesso à Ponte 25 de Abril e no acesso da A8 para Loures.

Foi também restabelecida a circulação na N115-2 em Machiel e Ermejeira (Torres Vedras); na N9 em Ponte de Rol e Torres Vedras; na Calçada de Carriche e Odivelas; no acesso do IC19 para Rio de Mouro (Sintra); na N6 (Auto da Boa Viagem); no IC16 para a CRIL-Pontinha (Pdivelas); e no acesso IC19 para a Buraca (Amadora).

Continuam cortadas a N8 (Odivelas-Loures); a N250, na zona de Frielas; a N115, Rotunda das Oliveiras e das Lebres e foi cortado o acesso do IC19 para a EN117 (Amadora), no sentido Lisboa-Sintra.

No distrito de Portalegre, a IP indicou que a circulação está interdita na Ponte de Fronteira ao quilómetro 41,050 e que a circulação está cortada na EN244, em Avis, em ambos os sentidos, ao quilómetro 104; a EN246, em Arronches, em ambos os sentidos entre os quilómetros 53 e 59,5; a EN246, em Elvas, em ambos os sentidos ao quilómetro 18 e o IP2, em Monforte, também em ambos os sentidos, ao quilómetro 203,1.

Segundo a IP, no distrito de Évora, há corte na EN2, em Mora, em ambos os sentidos entre os quilómetros 469 e 471, e na EN251, em ambos os sentidos entre Couço e Mora.

No distrito de Santarém, há corte da circulação em ambos os sentidos na EN365, entre Vale Figueira e Pombalinho, ao quilómetro 53,450 e 61,2; na EN119, em Coruche, em ambos os sentidos entre os quilómetros 43 e 55 e na EN118, em ambos os sentidos, entre p Tramagal e Santa Margarida.

No que respeita à rede ferroviária, na Linha do Norte mantém-se interdita a circulação numa das vias, tendo sido restabelecida a circulação nas restantes três vias, entre Sacavém, Bobadela Sul e Alverca.

Na Linha de Sintra mantém-se suspensa a circulação na via ascendente e foi restabelecida a circulação na via descendente, entre Benfica e Campolide, com limitação de velocidade.

No pequeno troço designado por Concordância de Xabregas, foi suspensa a circulação entre a bifurcação de Chelas e Santa Apolónia.

Quanto à Linha de Cascais, foi restabelecida a circulação, através de uma via, entre Cais do Sodré e Oeiras; na Linha do Sul foi restabelecida a circulação numa das vias entre Pragal e Corroios, com limitação de velocidade e a Linha do Leste está suspensa entre Portalegre e Elvas.

Numa nota divulgada ao início da tarde, a CP informa os seus clientes que foram afetados pelo mau tempo que podem pedir reembolso ou revalidações dos bilhetes.

"Devido às más condições climatéricas, a circulação dos comboios em várias linhas da rede, em particular na região de Lisboa, processa-se com fortes constrangimentos", lê-se na nota.

"Pelo motivo apresentado, os reembolsos e revalidações dos bilhetes poderão efetuar-se gratuitamente nas bilheteiras, ou no site, através do formulário de contactos", acrescenta a CP.

No que respeita ao transporte aéreo, a ANA-Aeroportos de Portugal indicou que o "aeroporto de Lisboa manteve-se sempre operacional", apesar de "algumas situações de acumulação de água, que foram rapidamente resolvidas pelas equipas do aeroporto".

"Até ao momento, não se regista impacto relevante na operação aeroportuária", concluiu.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+