Tempo
|
A+ / A-

Ana Jorge

Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados tem de ser "repensada e renovada", diz ex-ministra

28 nov, 2022 - 11:34 • João Malheiro

A presidente da Cruz Vermelha Portuguesa realça que grande parte das gerações mais velhas "são doentes dependentes e acamados que precisam da intervenção dos cuidados de saúde".

A+ / A-

A antiga ministra da Saúde, Ana Jorge, pede que a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RCCI) precisa de ser "repensada e renovada".

Durante um debate na Conferência " A Saúde Mental no Pós-Pandemia", uma parceria entre a Renascença e a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, a especialista refere que "o funcionamento da rede criada há 17 anos não está adequado aos dias de hoje".

"A reforma que houve da RCCI, por razões meramente politico partidiários, é um erro crasso do ponto de vista clínico", avalia.

A atual presidente da Cruz Vermelha Portuguesa realça também que grande parte das gerações mais velhas "são doentes dependentes e acamados que precisam da intervenção dos cuidados de saúde".

Porque é que muita gente morreu nos lares durante a pandemia? "Porque os cuidados de saúde não estavam lá", sublinhou.

"A área das demências é uma, a área dos doentes mentais crónicos é outra. As unidades do ponto de vista geral não têm condições nem profissionais de intervir no doente de doença mental crónica. São áreas que precisam de uma intervenção qualificada", acrescenta.

Por isso, a ex-ministra diz ser necessário "aprofundar a interligação" entre cuidados de saúde e as instituições sociais. "Temos de cada vez mais trabalhar em rede. Se não trabalharmos em rede não há possibilidade de conseguir recursos necessários."

"Não esquecer o apoio domiciliar. Não podemos continuar a colocar todos os mais velhos em instituições", refere.

"O psicólogo da escola não é o mesmo do psicólogo num serviço de saúde. O psicólogo nas escolas estão lá para atividades e trabalhar em conjunto na dinâmica escolar. Nos centros de saúde, os psicólogos têm de estar ligado com equipas multidisciplinares comunitárias", acrescenta, por outro lado.

[Artigo atualizado às 12h30]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    28 nov, 2022 aldeia 12:53
    tantos governos,tantos governantes,tantos ministros e nada é feito......vão continuar os fundos do prr para fazerem mais estudos sobre os assuntos que não resolveram?

Destaques V+