Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Novo ciberataque de grande dimensão na Defesa. Documentos podem ter sido exfiltrados

28 set, 2022 - 11:05 • Olímpia Mairos

A ministra da Defesa, Helena Carreiras, já informou o Ministério Público.

A+ / A-

O Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) sofreu um novo ciberataque contra o seu sistema informático esta semana.

O Diário de Notícias escreve esta quarta-feira que o gabinete da ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras confirmou o ataque, adiantando que já foi reportado ao “Ministério Público a ocorrência de um ataque informático à rede do EMGFA”.

Contactado pela Renascença esta quarta-feira, o gabinete da ministra limitou-se a indicar que "o Ministério da Defesa Nacional confirma que reportou ao Ministério Público a ocorrência de um ataque informático à rede do EMGFA".

De acordo com fontes, citadas pelo jornal, o ataque foi “grave”, admitindo-se que “pode ter havido exfiltração de documentos e relatórios”. Sublinha-se, no entanto, que ainda se está a apurar exatamente quais foram os danos causados.

A ministra Helena Carreiras vai ser ouvida no Parlamento no próximo dia 11 de outubro, à porta fechada, sobre o ciberataque que levou à exfiltração de documentos classificados da NATO, a requerimento do PSD.

O Ministério Público abriu, no passado dia 13 de setembro, um inquérito ligado ao ciberataque contra o Estado-Maior-General das Forças Armadas, em que documentos classificados da NATO foram extraídos e colocados à venda na “dark web”.

Portugal tem vindo a ser alvo de vários ataques informáticos destacando-se, por exemplo, o ciberataque à TAP ocorrido em agosto e que resultou na divulgação “online” de dados pessoais de clientes da companhia aérea.

Também a Câmara Municipal de Loures foi alvo na semana passada de um ataque informático “malicioso e deliberado” que, segundo a autarquia, teve como objetivo “provocar perturbações no sistema e serviços informáticos”.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • A ideóloga
    28 set, 2022 Riso Mundial 14:21
    Ela que continue preocupada com a ideologia de género e as Mulheres nas Forças (Des)Armadas, mas pelo menos, se é incompetente para o cargo, entregue-o aos americanos que farão um trabalho muito melhor que ela...

Destaques V+