Tempo
|
A+ / A-

JMJ 2023. Jornalistas chamados a informar com verdade

22 set, 2022 - 11:00 • Teresa Paula Costa

Jornadas das comunicações sociais debatem em Fátima desafios com que profissionais da comunicação se depararão no maior evento mundial mobilizador de jovens em agosto de 2023.

A+ / A-

O secretariado nacional das comunicações sociais da Igreja quer que os jornalistas, que acompanhem a Jornada Mundial da Juventude em agosto de 2023, informem com verdade o essencial do evento.

Antecipando as jornadas das comunicações sociais que decorrem em Fátima nesta quinta e sexta-feira, D. João Lavrador salientou, em declarações à Renascença, que “um bom comunicador comunica o acontecimento tal como ele é”.

Por isso, o Presidente da Comissão Episcopal da Cultura, bens culturais e comunicações sociais da Igreja pede que “não fiquemos pelos episódios laterais ou algumas opiniões ideológicas”, mas “procuremos ser sérios no acontecimento”.

O bispo lembra que “milhões de jovens vão estar connosco” e estes “vêm com o ímpeto que é, à volta da figura de Jesus de Nazaré, conhecer melhor a fraternidade que a Igreja quer promover e espalhar no mundo”. O bispo apela ainda a que todos ajudem de modo a que “esse acontecimento seja narrado com o realismo que ele realmente traz.”

Estar com jovens não é estar com a terceira idade

Para D. João Lavrador, é também necessário que se tenha em conta o público do evento.

O bispo recorda que “um jornalista tem de saber que estar com jovens não é estar com pessoas da terceira idade.” Os jornalistas que venham acompanhar o evento, especifica o bispo, devem ter consciência de que estarão “perante jovens, com os sentimentos dos jovens”, por isso, deverão ter em conta “o que os jovens podem trazer a uma sociedade.”

Para alertar e sensibilizar os profissionais da comunicação para este desafio, o secretariado realiza nesta quinta e sexta-feira, em Fátima, as Jornadas das comunicações sociais. Na iniciativa estarão presentes D. Américo Aguiar, o presidente da fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023, assim como Ana Alves, a diretora de comunicação do evento. Catarina Burnay, professora associada da Universidade Católica, Duarte Ricciardi, o secretário executivo da JMJLisboa2023, e várias pessoas que estiveram envolvidas na área da comunicação das anteriores Jornadas no Panamá, Rio de Janeiro e Madrid, também participarão da iniciativa.

Para a tarde de sexta-feira, estão previstos workshops que, à semelhança de anos anteriores, permitirão aliar a teoria e a prática no exercício da Comunicação, versando as áreas de redes sociais, marketing digital e projetos alternativos de jornalismo.

As jornadas das comunicações sociais começam às 14h00 desta quinta-feira e decorrem na Domus Carmeli, em Fátima.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+