Tempo
|
A+ / A-

TAP reafirma que ataque informático foi controlado

20 set, 2022 - 09:03 • Redação

Segundo a empresa, "não há indicação de que informações sensíveis, em particular dados de pagamento", tenham sido divulgadas.

A+ / A-

“Graças aos sistemas de cibersegurança e à rápida atuação da equipa interna de TI, a intrusão foi contida numa fase inicial, antes de provocar danos nos processos operacionais. As operações da TAP estão a decorrer com normalidade”. A garantia foi dada à Renascença por fonte da empresa após a notícia de que hackers publicaram dados pessoais de 1.5 milhões de clientes.

A companhia aérea lamenta que os piratas informáticos estejam a publicar dados dos clientes, contudo, sublinha que “até ao momento, não há indicação de que informações sensíveis, em particular dados de pagamento, tenham sido exfiltradas”.

A fonte lembra que em agosto, os sistemas internos de cibersegurança detetaram o acesso não autorizado a alguns sistemas informáticos. “A TAP está preparada para este cenário e mobilizou de imediato uma equipa de especialistas internos e externos de TI e de peritos forenses para investigar em detalhe o sucedido e prevenir danos adicionais”.

O grupo de hackers Ragnar Locker publicou dados pessoais de 1,5 milhões de clientes da TAP. O documento com 581 gigabytes de informação foi publicado online na Dark Web, esta segunda-feira.

Nessa mensagem, os piratas dizem que continuam a ter acesso aos sistemas informáticos.

Além das tabelas com moradas, números de telefone e nomes de clientes, a fuga de dados apresenta documentos de identificação de pessoas que aparentam ser profissionais ou parceiros da TAP, bem como acordos confidenciais com várias empresas e relações com outras companhias de aviação, avançou o Expresso.

O que se sabe sobre o Ragnar Locker? É um grupo de cibercriminosos especializado neste tipo de ataques informáticos a grandes empresas, com o objetivo de obter resgates. Foi o mesmo grupo que atacou a EDP há cerca de dois anos e meio e, na altura, pediu um resgate de 10 milhões de euros que a empresa sempre negou ter pago.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Sensível quem?
    23 set, 2022 Portugal 09:12
    Nomes, moradas, números de telefone, email, talvez nif, não são informações sensíveis? Parece que temos um problema grave de falta de "sensibilidade".
  • Controlo Absoluto
    23 set, 2022 Portugal 09:07
    Foi controlado? Por quem?
  • Ivo Pestana
    20 set, 2022 Funchal 12:37
    Coitados dos clientes, estamos bem entregues!

Destaques V+