Tempo
|
A+ / A-

Governo discute medidas para combater efeitos da seca

24 ago, 2022 - 03:22 • Lusa

Para esta quarta-feira está marcada uma nova reunião da Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca. A falta de água está a afetar várias culturas.

A+ / A-

A Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca (CPPMAES) reúne-se para analisar a situação de seca no continente e discutir medidas para minimizar os efeitos da falta de chuva.

A reunião desta quarta-feira, será a 11.ª deste ano e realiza-se a partir das 15h00, na Sala Polivalente do Ministério da Agricultura e Alimentação (Praça do Comércio). Irá servir para avalia as medidas propostas em junho e anunciar novas soluções para enfrentar a situação de seca que atinge quase a totalidade do território continental.

O encontro que vai juntar a ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, e o ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, acontece quando o território de Portugal continental está todo ele ou em seca severa (55,2%) ou em seca extrema (44,8%), especialmente a região sul e alguns locais do interior do norte e centro.

A seca prolongada está a afetar culturas, levou a cortes no uso da água e obrigou aldeias a serem abastecidas com autotanques.

Desde outubro de 2021 até este mês choveu praticamente metade do que seria o normal, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A última reunião da CPPMAES aconteceu em 22 de julho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+