Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Incêndios

Resgatados dois cangurus das chamas em Palmela

14 jul, 2022 - 13:30 • Lusa

Grupo Intervenção e Resgate Animal também já resgatou seis burros e póneis, alguns deles com queimaduras no corpo a precisarem de tratamento veterinário.

A+ / A-

Dois cangurus e outros animais de grande porte que sofreram queimaduras no corpo foram resgatados na madrugada de hoje do incêndio em Palmela, distrito de Setúbal, pelo grupo Intervenção e Resgate Animal (IRA).

Na sua página no Facebook, onde exibe fotografias dos animais, o IRA explica que cerca das 3h00 de hoje foi resgatado um canguru na zona de Palmela, que se encontrava ferido com queimaduras nas patas, tendo sido transportado para o Posto de Comando.

No Posto de Comando, adianta o IRA, foi acionado o Núcleo de Proteção Ambiental para acompanhar o grupo ao local do resgate, onde foi possível localizar um segundo canguru.

Desde que as chamas deflagraram na zona de Palmela, cerca das 12h00 de quarta-feira, o IRA já resgatou seis burros e póneis, alguns deles com queimaduras no corpo a precisarem de tratamento veterinário.

Estes animais, adianta o grupo Intervenção e Resgate Animal, foram encaminhados para o posto veterinário de emergência montado no teatro de operações até ser encontrado local para os alojar.

O incêndio que deflagrou pouco depois das 12h00 de quarta-feira em Palmela já se encontra dominado, tendo destruído cerca de 400 hectares de mato e provocado 12 feridos, dos quais nove bombeiros, dois civis e um militar da GNR.

Dos 12 feridos, dois deles - um civil e um bombeiro -, sofreram queimaduras e estão a ser assistidos no Hospital de São José, em Lisboa.

Durante a tarde de quarta-feira, o incêndio de Palmela não só destruiu uma vasta zona de mato e vários barracões, como também ameaçou várias zonas urbanas de Palmela e, principalmente, da zona de Aires, onde ardeu um "stand" de automóveis.

Por precaução, durante a tarde de quarta-feira, foram evacuados o Centro Social de Palmela, um lar privado e uma colónia de férias da EDP, não havendo registo de qualquer ferido entre as pessoas retiradas das três instituições.

Segundo a página de internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, às 13:00 permaneciam no local 335 operacionais, 108 veículos e dois meios aéreos.

O Governo decidiu hoje prolongar de sexta-feira para domingo a situação de contingência em Portugal Continental devido às previsões meteorológicas, com temperaturas que podem ultrapassar os 45º em algumas partes do país, e ao risco de incêndio.

A situação de contingência corresponde ao segundo nível de resposta previsto na lei da Proteção Civil e é declarada quando, face à ocorrência ou iminência de acidente grave ou catástrofe, é reconhecida a necessidade de adotar medidas preventivas e ou especiais de reação não mobilizáveis no âmbito municipal.

Oito distritos de Portugal continental mantêm-se sob aviso vermelho, o mais grave, devido ao tempo quente, com mais de uma centena de concelhos em perigo máximo de incêndio rural, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+