Tempo
|
A+ / A-

Campanha "Cinto-me Vivo". Mais 2.400 acidentes provocaram dez mortos

28 jun, 2022 - 11:00 • Lusa

Os acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Vila Real, Porto, Aveiro, Viseu, Coimbra, Santarém, Lisboa, Beja e Faro.

A+ / A-

A GNR e a PSP registaram nos últimos sete dias, 2.419 acidentes de que resultaram 10 vítimas mortais, mais duas do que no período homólogo, no âmbito da campanha de segurança rodoviária "Cinto-me Vivo".

Segundo um balanço conjunto da Guarda Nacional Republicana (GNR), Polícia de Segurança Pública (PSP) e Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), entre 21 e 27 de junho foram registados 2.419 acidentes, de que resultaram 10 vítimas mortais, 48 feridos graves e 719 feridos ligeiros.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 420 acidentes, mais duas vítimas mortais, mais oito feridos graves e mais 78 feridos ligeiros.

As 10 vítimas mortais, nove do sexo masculino, tinham idades entre os 9 e 85 anos.

De acordo com o balanço, os nove acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Vila Real, Porto, Aveiro, Viseu, Coimbra, Santarém, Lisboa, Beja e Faro.

Destes acidentes, três ocorreram em estradas nacionais, três em arruamentos, dois em itinerários complementares e um numa autoestrada.

Durante as operações das forças de segurança fiscalizaram 49.537 veículos, tendo sido registado um total de 12.642 infrações, das quais 722 relativas à não utilização ou utilização incorreta dos dispositivos de segurança.

A campanha, inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, foi divulgada nos meios digitais, tendo sido realizadas cinco ações de sensibilização da ANSR em simultâneo com as operações de fiscalização da responsabilidade da GNR e PSP, nas localidades de Lisboa, Albufeira, Beja, Portalegre e Seixal.

De acordo com a nota, na campanha foram sensibilizados 375 condutores e passageiros no continente.

A campanha "Cinto-me Vivo" visou alertar os condutores e passageiros para a importância de utilizarem sempre, e de forma correta, os dispositivos de segurança.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+