A+ / A-

Feira do Alvarinho de Monção deverá injetar milhares de euros na economia local

24 jun, 2022 - 17:21 • Lusa

Câmara Municipal de Monção prevê 100 mil visitantes. Feira do Alvarinho decorre entre 1 e 3 de julho.

A+ / A-

Os três dias da Feira do Alvarinho de Monção, que decorre entre 1 e 3 de julho, deverá injetar "diretamente nos agentes económicos do concelho algumas centenas de milhares de euros", antevê o município, que espera 100 mil visitantes.

"As estimativas do município apontam para uma faturação, durante os três dias da feira, de algumas centenas de milhares de euros", afirma o presidente da Câmara de Monção, António Barbosa, salientando que o investimento que a autarquia faz na organização da feira do Alvarinho "reflete-se diretamente nos agentes económicos do concelho, nos produtores e nas tasquinhas presentes no evento, sem contar com a restauração e a hotelaria".

Segundo o autarca, em 2019 a Câmara investiu 300 mil euros na organização da feira, sendo que este ano esse valor será superior.

Em declarações à agência Lusa, António Barbosa adianta que só no final é que o município vai saber o custo real da edição de 2022 da Feira do Alvarinho e sublinha que, "com a subida dos preços no mercado, tudo está mais caro, há falta de oferta, o que dificulta a organização não só deste, como de outros eventos".

O autarca social-democrata aponta "2019 como o melhor ano de sempre" da feira dedicada ao Alvarinho, "com perto de 100 mil visitantes".

"Este ano prevemos um crescimento grande. No mínimo que esse número se mantenha, mas que possamos até poder ultrapassá-lo. Temos as unidades hoteleiras com ocupação recorde. As expectativas são muito elevadas, com muito negócio para produtores", frisa.

Ainda de acordo com o autarca social-democrata, "os primeiros indicadores, como os da ocupação hoteleira ou em outro tipo de alojamento, em todo concelho, no limite, são um bom sinal".

"Além do impacto na hotelaria do concelho, a ocupação reflete-se também na oferta das unidades de concelhos limítrofes, como Melgaço e Valença", destaca.

A 25.ª edição da Feira do Alvarinho vai contar com a presença de 33 produtores de vinho Alvarinho, 20 tasquinhas, cinco restaurantes e 16 "stands" de artesanato e instituições. .

O programa inclui "harmonizações de vinho Alvarinho com pratos nacionais e animação, proporcionada por grupos populares, charangas e DJ"s".

Na edição comemorativa dos 25 anos da iniciativa haverá um espaço com "merchandising" da autarquia, nomeadamente um livro de banda desenhada e a coleção exclusiva de cinco peluches "O Reino do Alvarinho", apresentados recentemente.

No recinto da feira, instalado no Parque das Caldas, ocorrerá ainda o lançamento oficial do curso Técnico Superior Profissional em Turismo de Gastronomia e Vinhos do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC).

Pela primeira vez, serão colocados contadores digitais para apuramento, com maior exatidão, do número de visitantes da feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+