Tempo
|
A+ / A-

Extinção do SEF "é uma vantagem para todo o país", diz diretor da PJ

21 jun, 2022 - 18:25 • com Redação

Luis Neves referiu, ouvido pelos deputados do parlamento, que já falou com todos os inspetores do SEF e que gostava de receber os mais novos

A+ / A-

O diretor nacional da Polícia Judicária (PJ) considera que a extinção do SEF "é uma vantagem para a Justiça, para a investigação criminal e para o país".

Luis Neves falava no parlamento sobre o fim da força de segurança e a integração na PJ dos seus inspetores que exercem investigação criminal.

"Nós não somos um país rico, temos de viver com os recursos que temos. E, naturalmente, havendo concentração de informação e acesso às bases de dados, as questões ficam facilitadas", defendeu, aos deputados.

Luis Neves indicou que, atualmente, "das 23 bases de dados, a PJ não tem acesso a nenhuma".

"Se nós tivermos uma interceção telefónica , numa investigação em curso, e se quisermos saber se determinado cidadão esteve alojado em determinado hotel, não temos acesso à base de dados. Temos de andar a pedir", explicou.

O diretor nacional da PJ referiu, ainda, que já falou com todos os inspetores do SEF e que gostava de receber os mais novos, que exerceram funções de investigação criminal nos últimos três anos.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    21 jun, 2022 Lisboa 17:41
    Discurso encomendado e uma tentativa mal disfarçada de captar mais verbas ... A extinção duma estrutura profissionalizada e experiente como o SEF, apenas para mascarar a incompetência do ex-ministro Cabrita, é um crime de lesa-pátria, e espanta-me que a Oposição mesmo sendo minoritária, esteja tão calada no que respeita a este assunto

Destaques V+