Tempo
|
A+ / A-

MAI avisa: nova "falha" do SEF levará a "substituição imediata" de responsável no aeroporto

18 jun, 2022 - 12:21 • Redação

José Luís Carneiro sublinha que a aglomeração de segunda-feira no Aeroporto de Lisboa "não pode voltar a repetir-se". Reforço de meios humanos ficará completo até 4 de julho.

A+ / A-

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, sublinha que nova falha do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) como a aglomeração de passageiros na segunda-feira, em Lisboa, obrigará à "substituição imediata" dos responsáveis do respetivo aeroporto.

"Uma falha desta natureza tem de levar à substituição imediata de quem tem essa responsabilidade no aeroporto. Esta foi a orientação que foi transmitida à Direção Nacional do SEF. Porque, quando se deteta que está a haver uma sobre concentração de chegadas, há uma equipa de contingência que é mobilizada por parte do diretor nacional do SEF", frisa José Luís Carneiro, em entrevista ao "Público", publicada este sábado.

A referida equipa de contingência não foi mobilizada na segunda-feira "porque não foi comunicada essa falha". "Mas já foi referido que não pode voltar a repetir-se", reforça o ministro da Administração Interna (MAI).

José Luís Carneiro garante que o reforço de meios humanos do SEF e da PSP nos aeroportos será completado "até dia 4 de julho". Também serão reforçados os meios eletrónicos de identificação de passageiros que desembarcam em Portugal e haverá monitorização constante do que se passa nos aeroportos, no âmbito do plano de reforço de meios.

"Acabámos de tomar a decisão de antecipar entre oito a 15 dias este período de reforço em função da disponibilidade", acrescenta.

Na segunda-feira, instalou-se o caos no Aeroporto de Lisboa, com longas filas de espera na zona das chegadas. O SEF argumentou que as as aglomerações refletem o aumento exponencial do turismo e uma infraestrutura desadequada para o número de passageiros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ilídio
    18 jun, 2022 Guarda 13:17
    Sr Ministro como pessoa qualificada e experiente político que é não pode admitir desculpas esfarrapadas de um sef que como se tem visto não corresponde àquilo que é necessário para o bom nome de Portugal. Tem que tomar uma posição firme e não deixar que estes atropelos vergonhosos se prolonguem no tempo pelo prejuízo que causa às pessoas e também pela má imagem provoca.

Destaques V+