Tempo
|
A+ / A-

Falha técnica dos Jogos Santa Casa deixa mediadores "de mãos atadas"

24 mai, 2022 - 20:01 • Redação

Mediadores afirmam que este problema representa um enorme prejuízo para estes estabelecimentos.

A+ / A-

A falha nos serviços dos Jogos Santa Casa deixou os mediadores com um enorme prejuízo e de mãos atadas.

A Renascença falou com trabalhadores de dois estabelecimentos mediadores dos Jogos Santa Casa, que não têm resposta nem sabem a dimensão do problema que está a afetar os seus serviços.

"Não temos previsão porque não há comunicação nenhuma connosco a explicar o que passou. Por isso estamos de mãos atadas porque não sabemos o que fazer. Temos de esperar é o que nos resta.", disse um dos mediadores. "Há que aguardar. Tanto pode daqui a um minuto começar a trabalhar ou não", refere um outro empresário.

Contactar a Santa Casa da Misericórdia não tem sido tarefa fácil para os mediadores, que tentaram esclarecer o problema, mas não foram atendidos.

"Diziam [a Santa Casa] que a chamada não podia ser efetuada. Deduzi que todos os mediadores estivessem a ligar ao mesmo tempo", diz um. "Ligamos para a linha do apoio aos mediadores. Era muita gente e não estava a dar", confirma outro.

O problema começou a ser verificado, pelos mediadores, logo na manhã desta terça-feira.

"Foi logo de manhã, desde que ligamos os terminais, que já não ligaram. A partir daí nunca mais conseguimos ter comunicação nos terminais para poder fazer os registos."

Esta falha representa prejuízos muito elevados nas receitas dos mediadores, sobretudo por acontecer em dia de sorteio do Euromilhões.

"Alguns mediadores já estavam a contar com alguma da receita que se fazia hoje para poderem cumprir com as obrigações que se tem com a Santa Casa, que normalmente é à terça-feira. Uns mais, outros menos, mas penso que vai afetar todos de alguma forma" conclui um dos mediadores.

Ao invés do sorteio a nível europeu, as pessoas têm optado pelas raspadinhas, que continuam a poder ser jogadas, apesar de existirem várias condicionantes.

"Tem-se vendido algumas raspadinhas, está mais reduzido porque normalmente as pessoas vêm para trocar, e se vêm para trocar e eu não tenho o sistema para poder fazer a leitura da lotaria instantânea, não consigo estar a trocar", diz.

A Santa Casa já confirmou à Renascença que o problema não está relacionado com um ataque informático, mas sim uma falha técnica no Data Center.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+