Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Centro de vacinação de Loures muda para pavilhão do Oriente em Moscavide

20 mai, 2022 - 19:50 • Lusa

Espaço vai manter o atual horário de funcionamento, operando de segunda-feira a sábado, entre as 09h00 e as 14h00.

A+ / A-

O centro de vacinação covid-19 do concelho de Loures, no distrito de Lisboa, vai funcionar a partir de segunda-feira no pavilhão do Oriente, em Moscavide, deixando de funcionar no Parque Adão Barata, anunciou hoje a Câmara Municipal.

Apesar da mudança de local, o centro de vacinação contra a covid-19 do concelho de Loures vai manter o atual horário de funcionamento, operando de segunda-feira a sábado, entre as 09h00 e as 14h00, segundo informa a autarquia, em comunicado.

"A Câmara Municipal de Loures, em colaboração com as juntas de freguesia e as corporações de bombeiros do concelho, assegura o transporte dos idosos e/ou pessoas com mobilidade reduzida ao centro de vacinação. Para tal, o agendamento do transporte é feito através do 800 100 176 ou nas juntas de freguesia", é indicado na nota.

O município alerta, contudo, os utentes elegíveis para a administração da nova dose de reforço que devem aguardar o agendamento da vacina, "pelos canais habitualmente utilizados pelas autoridades de saúde".

A Câmara Municipal de Loures vai também manter o apoio, com transporte e com meios informáticos, às equipas de profissionais de saúde que estão a garantir a vacinação aos munícipes com mais de 80 anos.

A vacinação de idosos com mais de 80 anos com uma nova dose de reforço estava prevista para o início do outono, mas foi antecipada por causa do aumento de novos casos de infeção.

Os utentes começaram esta semana ser contactados para irem tomar o novo reforço aos centros de saúde ou centros de vacinação.

A população elegível para esta nova fase de vacinação é de cerca de 750 mil pessoas, que devem ser vacinadas com um intervalo mínimo de quatro meses após a última dose ou após um diagnóstico de infeção por SARS-CoV-2, ou seja, o reforço abrange também as pessoas que recuperaram da infeção.

Portugal registou, entre 10 e 16 de maio, 157.502 infeções pelo coronavírus SARS-CoV-2, 191 mortes associadas à covid-19 e um aumento dos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos, indicou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o boletim epidemiológico semanal da DGS, em relação à semana anterior, registaram-se mais 57.959 casos de infeção, verificando-se também mais 47 óbitos na comparação entre os dois períodos.

Quanto à ocupação hospitalar em Portugal continental por covid-19, a DGS passou a divulgar às sextas-feiras os dados dos internamentos referentes à segunda-feira anterior à publicação do relatório.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+