Tempo
|
A+ / A-

Vila Nova de Gaia vai contar com mais de 250 habitações de arrendamento acessível

04 mar, 2022 - 17:17 • Núria Melo

A primeira fase do projeto arranca na segunda-feira. Em 2023, serão disponibilizadas 256 habitações de arrendamento acessível.

A+ / A-

A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia vai investir, numa primeira fase que arranca já na segunda-feira, 70 milhões de euros em arrendamento acessível, através de um concurso que prevê um investimento total na ordem dos 143 milhões de euros.

Em declarações à Renascença, o presidente da autarquia, Eduardo Vítor Rodrigues, diz que entre novas construções e requalificação, "no início do próximo ano é possível contar com 256 habitações de arrendamento acessível".

Para o autarca, trata-se de uma forma de acabar com os problemas de habitação que existem no município.

"As primeiras casas, que resultam apenas de requalificação começam a ficar disponíveis no início do ano", acrescenta o presidente. Eduardo Vítor Rodrigues diz que as restantes 280 construções de raiz estarão prontas no final de 2023.

O autarca de Gaia lembra ainda que a falta de habitação a preços acessíveis para jovens é um dos grandes problemas sentidos no concelho há vários anos, esperando que seja agora colmatado.

Eduardo Vítor Rodrigues salienta também que, apesar das necessidades se concentrarem na zona urbana, "a construção terá uma distribuição equitativa pelo município".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+