Tempo
|
A+ / A-

Há um caso suspeito de hepatite aguda numa criança internada no Hospital S. João

28 abr, 2022 - 17:33 • João Carlos Malta

Nas próximas 24 horas haverá resultado laboratorial. Se se vier a confirmar, será a primeira situação em Portugal de um surto com cerca de 200 casos na Europa.

A+ / A-

Uma criança está internada desde o passado domingo no Hospital de São João, no Porto, com hepatite aguda confirmou à Renascença fonte daquele hospital.

Segundo a mesma fonte entre hoje e amanhã haverá confirmação laboratorial da suspeita.

Segundo o Expresso, o menor tem três anos e é do sexo masculino.

Ao final da tarde, o presidente do Conselho de Administração do Hospital de São João, Fernando Araújo disse em declarações aos jornalistas que "apesar de ser um caso suspeito de acordo com os critérios definidos", "não se prevê que seja um caso confirmado". O responsável prometeu continuar a acompanhar e avaliar esta situação.

No caso de vir a confirmar-se, esta será a primeira situação registada em Portugal. Até ao momento, há cerca de 200 casos de hepatite aguda surgidos em crianças com idades entre um mês de idade e os 16 anos, em diversos países europeus desde que o surto começou.

No início do mês, surgiu na Europa uma nova estirpe de hepatite aguda que está a proliferar. Por ainda pouco se saber sobre ela, é conhecida como “hepatite atípica”, mas também lhe chamam hepatite aguda severa de origem (etiologia) desconhecida ou hepatite aguda infantil.

Os sintomas desta doença são dor abdominal, vómitos e diarreia; icterícia; coloração escura da urina; e acolia (falta de secreção biliar).

Alguns doentes precisaram de atendimento em unidades especializadas de fígado infantil. Uma criança acabou por morrer.

Do total de crianças infetadas no Reino Unido, 17 (aproximadamente 10%) necessitaram de transplante de fígado.

A hepatite é uma inflamação do fígado. Os vírus são a causa mais comum, sendo referenciados cinco principais: A, B, C, D e E.

Os mais graves são os tipos B e C: são os responsáveis por doenças crónicas em milhões de pessoas e, juntos, representam a causa mais comum de cirrose hepática e cancro.

Já os tipos A e E são normalmente causadas pela ingestão de água alimentos contaminados.

Além dos vírus, há outros fatores que podem causar a hepatite, como doenças autoimunes e substâncias tóxicas (álcool e algumas drogas, por exemplo).

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+