Tempo
|
A+ / A-

Tentativa de ataque informático na ULS do Litoral Alentejo não afetou cuidados de saúde

26 abr, 2022 - 21:23 • Rosário Silva

Confirmação foi dada à Renascença pela Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano. Tentativa ocorreu esta manhã.

A+ / A-

A Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) confirma que foi alvo esta terça-feira de uma tentativa de ataque informático.

“A ULS do Litoral Alentejano (ULSLA) foi, esta manhã, alvo de uma tentativa de ataque informático, que foi imediatamente detetada, tendo sido prontamente ativados os planos de contingência previstos para esta situação”, refere uma nota enviada à Renascença.

A notícia tinha sido avançada a meio da tarde pela CNN Portugal, que citava fonte desta unidade, mas só há pouco, foi confirmada oficialmente.

“No decurso da ativação do protocolo de segurança, por forma a mitigar a tentativa de ataque, os serviços procederam, de imediato, ao bloqueio do acesso à internet e à identificação dos equipamentos alvo da tentativa, iniciando proactivamente os trabalhos necessários para uma eventual recuperação dos servidores”, adianta a lacónica informação.

“Não obstante esta tentativa de ataque”, a ULSLA garante que “não se registaram impactos na prestação de cuidados de saúde” e que vai continuar “a monitorizar as redes informáticas e em permanente contacto com os organismos do Ministério da Saúde”.

Este foi o segundo ataque informático registado numa unidade hospitalar esta terça-feira em Portugal, depois do sistema do Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, ter sido afetado na madrugada desta terça-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+