Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

Marcelo espera que visitas de Guterres levem à paz "mais depressa"

23 abr, 2022 - 13:36 • Lusa

O secretário-geral das Nações Unidas visitará Moscovo no dia 26 de abril, onde irá encontrar-se com o Presidente russo. Depois desloca-se a Kiev a 28 de abril.

A+ / A-

O Presidente da República expressou o voto de que as idas do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, a Moscovo e Kiev, conduzam à paz na Ucrânia "mais depressa do que devagar".

Falando na cerimónia do centenário da Misericórdia de São João da Madeira, no distrito de Aveiro, Marcelo Rebelo de Sousa quis "formular o voto de que a próxima visita do secretário-geral das Nações Unidas à Federação Russa, e certamente depois também o contacto com a República da Ucrânia, possa permitir a abertura de um caminho que conduza à paz".

"E que conduza à paz mais depressa do que devagar", acrescentou o chefe de Estado perante um auditório cheio no município sanjoanense, pertencente à Área Metropolitana do Porto (AMP).

Para Marcelo, a rapidez na resolução do conflito "significaria não apenas o abreviar do sofrimento do povo martirizado da Ucrânia, mas também das angústias, das preocupações e das perturbações graves na vida de milhões" em todo o mundo, "e de milhões de portugueses em particular".

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, visitará Moscovo no dia 26 de abril, onde irá encontrar-se com o Presidente russo, Vladimir Putin.

Segundo nota enviada pelas Nações Unidas na sexta-feira, Guterres terá em Moscovo uma reunião de trabalho e um almoço com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, e será recebido por Putin.

Hoje, foi também anunciado que António Guterres vai visitar a Ucrânia na próxima semana, após reunir-se em Moscovo com o Presidente russo Vladimir Putin, informou o porta-voz do líder da ONU.

"O secretário-geral irá visitar a Ucrânia na próxima semana. Terá uma reunião de trabalho com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dmytro Kuleba, e será recebido pelo Presidente, Volodymyr Zelenskiy, a 28 de abril", pode ler-se na nota enviada às redações.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José J C Cruz Pinto
    24 abr, 2022 ILHAVO 06:17
    Pois, ... vá esperando ... [E o.outro é que é optimista!]
  • EU
    23 abr, 2022 PORTUGAL 16:59
    Como Português, gostava de colocar uma pergunta ao Senhor Secretário Geral das Nações Unidas, para que fosse feita ao Presidente Putin; se a intenção da Rússia era ELIMINAR os nazis do território Ucraniano, qual a razão para DESTRUIR tudo aquilo que ALGUM Mundo viu e qual a razão para aquela Mortandade de INOCENTES? Como SER HUMANO gostava que depois das visitas estas respostas fossem dadas.
  • Cidadao
    23 abr, 2022 Lisboa 13:23
    Porque continuam a falar em "Paz", quando já se sabe que o plano Russo de isolar a Ucrânia do Mar e conquistar todo o Sul até poder atirar-se à Moldávia também, é inaceitável tanto para a Ucrânia, como para a Moldávia e vistas as coisas, inaceitável para o Ocidente? A Rússia não vai desistir, e a Ucrânia também não, até porque uma desistência da Ucrânia é uma derrota para o Ocidente. Poderá haver "Paz" mas não nestes termo e nunca com a Rússia de Putin. É melhor prepararem-se para uma guerra de vários anos...

Destaques V+