Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

“O Clima”. Uma nova moeda para apelar à proteção do ambiente

21 abr, 2022 - 10:59 • Olímpia Mairos

Composta por prata e plástico reciclado, foi concebida pela Casa da Moeda e pelo PIEP, interface da UMinho, em Guimarães.

A+ / A-

A Imprensa Nacional - Casa da Moeda (INCM) lança esta quinta-feira a moeda “O Clima”, composta por prata e, ao centro, por plástico reciclado amarelo, verde ou azul. São as cores do ecoponto e visam apelar à proteção do ambiente.

O desenho da moeda é de Tiago Ferreira, de 12 anos, que venceu o 3º concurso “Desenhar a Moeda”, entre 582 propostas de alunos da Guarda. A conceção envolveu o INCM Lab e o Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros (PIEP), interface da Universidade do Minho.

À Renascença, o diretor de Desenvolvimento de Negócio do PIEP, Pedro Mimoso, explica que a moeda “tem um grafismo muito específico, muito orientado a sustentabilidade”.

“Com base nesse conceito de moeda, que é uma moeda com plásticos reciclados, sustentáveis, que se conseguem encontrar nos pontos de recolha, a ideia era a concretização”, esclarece Pedro Mimoso. E foi aqui que entrou a parte da investigação que “exigiu encravar um polímero num disco de prata”.

Os processos de composição e injeção dos discos de plásticos mistos nas moedas decorreram no PIEP, no campus de Azurém, em Guimarães. E, depois, a Casa da Moeda otimizou todo o processo de cunhagem em que fez a interface entre o plástico e o metal da moeda.

“É um desenho embutido e, depois, ao seu centro tem o verde típico, o amarelo e o azul, cada um simbolizando o papel, naturalmente, o plástico e o vidro”, descreve Pedro Mimoso.

A imagem representa o planeta Terra, com as suas estradas, casas e árvores assoladas por tempestades e chuvas ácidas.

A moeda especial quer alertar para as alterações climáticas e mostra que está nas nossas mãos a defesa ambiental, como a redução, reciclagem e reutilização de resíduos.

“Esta era a mensagem, uma sensibilização, e daí ser muito importante envolver as escolas e, portanto, a próxima geral que vai inevitavelmente herdar estes problemas, e o facto de terem que desenhar alguma coisa orientada à sustentabilidade faz com que se discuta o assunto e traga o tema à baila de forma mais regular”, assinala o diretor de Desenvolvimento de Negócio do PIEP.

“O facto envolver os alunos faz com que se pense no tema da sustentabilidade e que se ganhe outra consciência e até olhando para o processo de como se obteve estes incertos poliméricos, a olhar para o processo de recolha e começar a ganhar alguma consciência não só dos desafios, mas também do potencial”, acrescenta.

A moeda “O Clima” — Versão Prata Proof está disponível a partir desta quinta-feira nas lojas da Casa da Moeda, num estojo com certificado de garantia numerado. Pode ser adquirida por cinco euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+