Tempo
|
A+ / A-

Inaugurada a Casa dos Livros no Porto

01 abr, 2022 - 20:24 • Redação

​Foi esta sexta-feira inaugurada a Casa dos Livros no Porto. Marcelo Rebelo de Sousa recordou o autor Vasco Graça Moura como um “grande intelectual português”, a quem se deve o nascimento deste espaço dedicado à cultura portuguesa.

A+ / A-

Foi esta sexta-feira inaugurada a Casa dos Livros no Porto. Marcelo Rebelo de Sousa recordou o autor Vasco Graça Moura como um “grande intelectual português”, a quem se deve o nascimento deste espaço dedicado à cultura portuguesa.

O Centro de Estudos da Cultura em Portugal – Casa dos Livros, foi hoje inaugurado na presença do Presidente da República. O espaço, pertencente à Universidade do Porto, alberga as obras de Vasco Graça Moura, Herberto Helder, Manuel António Pina, Óscar Lopes, António Cortesão, entre outros.

Este espaço de leitura e consulta, foi pensado para a comunidade académica e científica e nasce graças a Vasco Graça Moura, como indica o comunicado do Gabinete de Imprensa da Reitoria da Universidade do Porto.

Vasco Graça Moura foi a figura de destaque da inauguração visto que o próprio nome, Casa dos Livros, “recupera a designação que ele dera ao seu espaço de trabalho e criação”, lê-se no mesmo comunicado.

O acervo completo do autor foi doado à Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) pelos filhos, e estará presente na Casa dos Livros, juntamente com mais de 17 mil livros e 1.400 manuscritos dos autores acima referidos.

Teresa Graça Moura, filha do autor, afirmou que a Casa dos Livros “permitiu encontrar um destino mais digno para aquilo que foi durante toda a sua vida o seu instrumento de trabalho, o seu passatempo e o seu refúgio”, referiu abordando a obra do pai.

O Presidente da República, que presidiu à inauguração, recorda Vasco Graça Moura não só como autor, mas como “um amigo”. Marcelo Rebelo de Sousa descreve o autor português como “um cosmopolita, multilíngue e multicultural. Vasco Graça Moura tinha uma amplidão de referências, leituras e interesses que o definiam como um grande intelectual europeu”, afirmou o Presidente.

Marcelo recorda ainda que este era um “caso muito raro” da literatura portuguesa, e elogia a família pela doação feita à Universidade do Porto. “Deveria ser um exemplo”, rematou aos jornalistas.

Na cerimónia desta tarde, Rui Moreira, Presidente da Câmara do Porto, congratulou a FLUP e destacou que “a Universidade do Porto tem sabido investir na promoção cultural, bem como tem sabido comunicar com o Porto e o Mundo”.

Rui Moreira anunciou ainda o lançamento de “um prémio anual que potencie e promova a publicação de obras que estudem os poetas da Cidade do Porto”, prémio que articulará com a Faculdade de Letras.

A Casa dos Livros estará aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 14h30 às 17h30, com todos os documentos e obras disponíveis para consulta por parte do público.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+