Tempo
|
A+ / A-

Explicador

Combustíveis. Porque é que os preços baixaram menos do que o esperado?

22 mar, 2022 - 18:45 • Sérgio Costa com Redação

A realidade acabou por ser menos positiva do que a que era esperada pelo Governo - os preços desceram, mas foi uma redução menor do que o esperado. Fontes do sector dizem à Renascença que a estimativa do governo terá sido lançada ainda antes da última atualização semana dos preços nos mercados internacionais.

A+ / A-

O valor do preço dos combustíveis estava previsto baixar esta semana, depois de semanas em crescimento.

A realidade acabou por ser menos positiva do que a que era esperada pelo Governo - os preços desceram, mas foi uma redução menor do que o esperado.

A Renascença explica quais são os fatores por trás do preço dos combustíveis e como é que os valores não baixaram como previsto.

Quais são os valores?

O Executivo perspetivava uma queda nos preços dos combustíveis na ordem dos 17 cêntimos por litro de gasóleo e 13 cêntimos por litro de gasolina esta semana. Ou seja, o preço de referência por litro de gasolina simples 95 deveria passar a ser de 1,918 euros e o de gasóleo simples de 1,835 euros

Contudo, o preço do gasóleo simples em Portugal continental está “apenas” 13 cêntimos abaixo do que preço médio da semana passada e o preço da gasolina desceu 10 cêntimos.

Apesar de serem quedas menos expressivas do que o esperado, facto é que interromperam a subida de 15 semanas consecutivas dos preços da gasolina e de 12 semanas dos preços do gasóleo, que vinham a castigar as famílias e empresas portuguesas.

Há alguma explicação para isso?

Não há uma justificação clara.

Fontes do sector dizem à Renascença que a estimativa do governo terá sido lançada ainda antes da última atualização semana dos preços nos mercados internacionais.

Na última sexta-feira, de acordo com as mesmas fontes, os preços aumentaram ligeiramente após quedas sucessivas ao longo os dias anteriores

A redução de preços menos acentuada terá a ver com impostos?

Não é essa a indicação, até porque o Governo anunciou que mantém a descida temporária do ISP apesar da baixa de preço.

Não é credível que seja por causa dos impostos.

O que representa o ISP no preços dos combustíveis?

O ISP é um imposto de valor fixo, fica sempre igual seja qual for o preço.

Em Portugal, está nos 63 cêntimos, o que é um valor considerável.

Ainda assim, António Costa diz não ser este o fator determinante para o preço elevado os combustíveis em Portugal.

O primeiro-ministro diz que o IVA e os custos da refinação são os grandes responsáveis

E é possível baixar o IVA?

É necessária uma autorização de Bruxelas e essa é uma das propostas já avançadas pelo governo português à Comissão Europeia.

Tudo aponta que terá aceitação, mas aguarda-se ainda pela confirmação para que se perceba qual o impacto que uma eventual descida do IVA terá no preço dos combustíveis.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+