Tempo
|
A+ / A-

Ministra da Administração Interna quer "rápido apuramento dos factos" sobre agressões a polícias

19 mar, 2022 - 17:39 • Lusa

A ministra da Administração Interna (MAI) manifestou hoje "preocupação face à brutalidade e violência da agressão" contra polícias na noite de Lisboa, classificou tais atos de "intoleráveis" e prometeu um "rápido apuramento dos factos".

A+ / A-

"Francisca Van Dunem manifesta a sua preocupação face à brutalidade e violência da agressão, totalmente intoleráveis e que justificam um rápido apuramento dos factos e a responsabilização dos seus autores", refere uma nota informativa do Ministério da Administração Interna (MAI).

Na mesma nota, a ministra exprime também a sua solidariedade para com os agentes agredidos, e com as suas famílias, e, em particular com o agente que se encontra hospitalizado, em estado grave.

Relativamente a este último polícia, que segundo disseram fontes policiais à Lusa está em coma no Hospital de São José, Lisboa, a ministra diz alimentar "a expectativa de que consiga vencer a luta pela sobrevivência e ultrapassar as terríveis dificuldades deste momento".

O MAI indica que tomou conhecimento, através da Direção Nacional da PSP de uma "ocorrência que envolveu quatro agentes da PSP que terão sido vítimas de uma agressão quando - encontrando-se fora de serviço - tentaram apaziguar uma contenda num espaço de diversão noturna".

De acordo com uma nota do Comando Metropolitano de Lisboa, a investigação do caso foi entregue à Polícia Judiciária (PJ) por configurar um crime de homicídio, na forma tentada.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+