Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Alto Comissariado para as Migrações cria linha direta para apoiar os refugiados ucranianos

25 fev, 2022 - 20:52 • Redação

Foi criado um email e disponibilizado um número de telefone para ajudar a tratar de assuntos relacionados com o acolhimento em Portugal.

A+ / A-

O Alto Comissariado para as Migrações (ACM) criou um e-mail específico e uma Linha de Apoio a Migrantes, em ucraniano para os refugiados que venham daquele país.

Os contatos disponibilizados são sosucrania@acm.gov.pt, que serve para que seja dada informação aos cidadãos que queiram vir para Portugal, para além de também estar disponível a Linha de Apoio a Migrantes, em ucraniano, através do contacto +351 218 106 191.

"Para saída da Ucrânia e vinda para Portugal os cidadãos podem também contactar o Gabinete de Emergência Consular através dos contactos seguintes", diz o comunicado do ACM.

O ACM reuniu esta sexta-feira com o presidente da Associação de Ucranianos em Portugal, Pavlo Sadokha. "Este agradeceu a disponibilidade do ACM em convocar esta reunião, pois tem recebido pedidos de ajuda de cidadãos/ãs ucranianos/as que se encontram na Ucrânia e outros que se encontram em Portugal", lê-se no mesmo comunicado.

Ouvido pela Renascença, o presidenteda Associação de Ucranianos em Portugal, Pavlo Sadokha, disse que "mais uma vez mostra a humanidade dos portugueses e a solidariedade com os ucranianos".

"Amanhã vamos convocar uma reunião dos voluntários, para coordenar e criar uma página única com toda a informação para pedir ajuda", diz.

Sadokha defende que esta "é uma linha para resolver as questões relacionadas com esta tragédia".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+