Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

PJ investiga alegado ataque ao Correio da Manhã e restantes sites da Cofina

06 fev, 2022 - 11:53 • Redação

As plataformas estiveram indisponíveis durante várias horas. Não foi reivindicado qualquer ataque informático.

A+ / A-
Os "sites" dos vários títulos da Cofina Media estiveram hoje inacessíveis durante várias horas devido a "problemas técnicos", estando "a averiguar, em conjunto com as autoridades", o que motivou esta situação, informou o grupo em comunicado.

"Os "sites" dos meios detidos pela Cofina Media estiveram, durante uma parte da noite e da manhã, inacessíveis devido a problemas técnicos que motivaram a sua indisponibilidade. A Cofina Media encontra-se, em conjunto com as autoridades, a averiguar a origem que motivou esta indisponibilidade", lê-se no comunicado.

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar uma “situação que tem a ver com eventual ataque informático" ocorrido na madrugada deste domingo aos sites do grupo de comunicação social Cofina, que estão indisponíveis.

Segundo fonte da PJ, citada pela agência Lusa, a Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T) está já a investigar o sucedido e a "avaliar os indicadores" que podem levar aos autores do ataque.

De momento, revelou a fonte, ainda "não está comprovado" que o ataque informático tenha sido causado pela organização Lapsus$, apesar de poucos minutos após a falha, no grupo de Telegram dos Lapsus$, os "hackers" que atacaram o grupo Impresa, terem destacado uma publicação feita pelo Correio da Manhã.

Os sites de todos os órgãos de informação do grupo Cofina estão, desde a madrugada deste domingo, em baixo.

A confirmação foi dada pela marca, através da rede social Twitter. O Correio da Manhã, a revista Sábado, Jornal de Negócios, CMTV e o diário desportivo Record são algumas das plataformas afetadas.

O comunicado partilhado nas várias redes sociais das diferentes plataformas dá conta de "problemas técnicos".

O grupo Lapsus$, piratas informáticos que atacaram o grupo Impresa em janeiro, destaca a publicação feita pelo Correio da Manhã, na rede social Telegram, mas, até ao momento, não foi reivindicado qualquer ataque à Cofina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Anónimo
    06 fev, 2022 Lisboa 17:32
    Os hackers deviam ser condecorados por serviços prestados à nação. A CMTV não faz falta nenhuma.

Destaques V+