Tempo
|
A+ / A-

Prisão preventiva para cinco detidos em Lisboa por dezenas de crimes de roubo agravado

22 jan, 2022 - 16:18 • Lusa

A atividade criminosa do grupo intercetado acentuou-se, substancialmente, a partir do início do mês de dezembro de 2021.

A+ / A-

Cinco homens detidos em Lisboa por dezenas de crimes de roubo agravado, homicídio qualificado, na forma tentada, detenção e uso de arma proibida, ficaram em prisão preventiva depois de ouvidos pelo juiz, segundo a Polícia Judiciária.

Os cinco detidos, no âmbito da operação "Game Over", ficaram sujeitos à medida de coação de prisão preventiva, disse hoje à Lusa fonte da Polícia Judiciária (PJ). .

A PJ tinha anunciado sexta-feira que os cinco homens, três estrangeiros e dois portugueses, com idades compreendidas entre os 25 e os 41 anos de idade, foram localizados e detidos após a prática de mais um crime de roubo, ocorrido em Lisboa, ao final da manhã de quinta-feira.

"Embora existam suspeitas da ocorrência de crimes anteriores, a atividade criminosa do grupo intercetado acentuou-se, substancialmente, a partir do início do mês de dezembro de 2021, até ao dia de ontem [quinta-feira]", referiu então a PJ em comunicado.

Durante a detenção, os suspeitos que se encontravam no interior de três viaturas, "reagiram com violência, procurando atropelar os elementos da Polícia Judiciária".

Os suspeitos tinham na sua posse produto do roubo que tinham cometido pouco antes da detenção, uma arma de fogo, diversos artefactos próprios para utilização em crimes de roubo, como luvas, gorros e artigos de vestuário.

A PJ adianta ainda que estão a decorrer diligências para a recuperação de objetos, artigos de joalharia e dinheiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+