Tempo
|
A+ / A-

Covid-19 pelos hospitais. Amadora-Sintra é o que tem mais doentes internados

21 jan, 2022 - 18:22 • Filomena Barros , Marta Grosso

No Porto, no Centro Hospitalar Universitário de São João, o número de casos tem estado a aumentar desde 20 de dezembro e no Algarve todos os doentes nos cuidados intensivos não estão vacinados.

A+ / A-

Veja também:


O Hospital Amadora-Sintra é o que tem maior número de doentes internados com Covid-19, nesta altura, na região de Lisboa. Há 173 doentes internados, dos quais cinco nos cuidados intensivos, de acordo com o balanço enviado há pouco à Renascença.

No Porto, o Centro Hospitalar Universitário de São João tem “neste momento 85 doentes internados com Covid, dos quais 17 em unidades de cuidados intensivos”, indica o diretor da Unidade Autónoma de Gestão da Urgência e Medicina Intensiva.

“O hospital continua a estar com uma elevada pressão sobre o seu serviço de urgência. No universo das três urgências do hospital, ultrapassamos diariamente os 700 episódios de urgência e com picos acima dos 800”, afirma Nelson Pereira, adiantando que “a percentagem de doentes com queixas respiratórias é bastante elevada: nos adultos, ronda os 120 doentes por dia e desses 40% em média são positivos”.

Na opinião deste especialista, a situação vivida neste centro hospitalar “espelha a elevada incidência que temos neste momento ao nível nacional, que naturalmente se traduz a jusante em algum crescimento das necessidades em termos de internamento”.

Segundo Nelson Pereira, os casos de Covid-19 têm vindo a aumentar desde dezembro do ano passado e a perspetiva é que o número ainda suba nas próximas semanas.

“Estes números têm vindo a crescer sucessivamente desde cerca do dia 20 do mês de dezembro do ano passado – notou-se um acréscimo significativo do ponto de vista dos doentes positivos e da percentagem de doentes positivos e também do número de crianças que nos procuram com Covid na última semana”, avança.

“Face à incidência nacional que observamos, e em particular na região Norte, antecipamos que os próximos dias e semanas ainda sejam de uma procura elevada e de uma pressão também elevada neste contexto”, conclui.

No Sul, o Centro Hospitalar Universitário do Algarve tem 24 doentes com Covid-19 em Portimão e 49 em Faro, com um número de internamentos que tem sido estável.

Segundo a presidente do conselho de administração, o centro tem “11 doentes no total em unidades de cuidados intensivos” e “todos não vacinados”.

A incidência tem sido mais branda no Algarve, mas Ana Varges Gomes diz que estão preparados para uma subida nos números.

“Temos estado a contar, já há duas semanas, que pudessem aumentar os internamentos. Não se verificou isso, mas estamos sempre a contar que, a qualquer momento, possa aumentar”, diz à Renascença.

Segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) publicado nesta sexta-feira, há apenas cinco concelhos, dos 308 de Portugal, que estão abaixo do nível máximo de incidência de infeções pelo novo coronavírus – menos três do que na última semana. A maioria fica nos Açores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+