Tempo
|
A+ / A-

Aeronáutica. Grupo Sevenair instala-se em Ponte de Sor

11 jan, 2022 - 15:28 • Rosário Silva

Um novo hangar é inaugurado dia 14 no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor. O investimento é da Sevenair, uma das quatro empresas que, segundo o município alentejano, “no próximo ano criarão 250 postos de trabalho direto e investirão na cidade, cerca de 20 milhões de euros nos próximos anos”.

A+ / A-

O Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, conta a partir da próxima sexta-feira com um novo hangar da empresa Sevenair.

O projeto deste que é o maior grupo de aviação geral em Portugal e um dos maiores da Europa, implica um “investimento faseado ao longo da concessão do hangar que agora se inicia, de mais de €7.4M e a contratação de cerca de 40 profissionais, sendo estes na sua grande maioria, licenciados ou com licenças aeronáuticas”, revela a Sevenair.

De acordo com a Câmara Municipal de Ponte de Sor, num comunicado enviado à Renascença, esta é uma de quatro empresas que vão instalar-se no aeródromo e que, “juntas, no próximo ano criarão 250 postos de trabalho direto e investirão na cidade, cerca de 20 milhões de euros nos próximos anos”.

Para o presidente do município, “tornar o aeródromo um local de manutenção de aeronaves internacionais, com a ‘expertise’ que isso acarreta, consolida a sua política de aposta de crescimento económico neste setor”.

Além disso, acrescenta Hugo Hilário, “afirma a relevância do cluster aeronáutico, ajudando-o a projetar-se internacionalmente”.

Há 33 anos no mercado, a Sevenair representa um grupo de empresas da área aeronáutica, com capital privado português e com diferentes componentes (formação, manutenção, handling e companhia aérea), sendo detentora das bases de Bragança, Vila Real, Viseu, Cascais, Portimão e Madeira.

Para o novo hangar, em Ponte de Sor, a empresa pretende instalar duas grandes atividades: manutenção de aeronaves e formação de técnicos de manutenção de aviões.

No que diz respeito à manutenção, segundo Alexandre Alves, CCO (diretor-geral) do grupo, o foco passa por “captar o mercado das aeronaves turboprop da península ibérica e norte de África, uma vez que com as atuais instalações em Cascais não estamos com capacidade de resposta, pois estamos a falar de aeronaves monomotor e multimotor com até 10 toneladas”.

Sobre a formação de técnicos de manutenção de aviões, uma das áreas mais relevantes do grupo empresarial, pretende-se “não só contribuir para que haja mais técnicos disponíveis numa área com grande escassez de profissionais qualificados”, como “dar suporte a outros projetos que se irão instalar no Aeródromo de Ponte de Sor e que de muita mão de obra qualificada necessitam”, acrescenta o responsável.

A inauguração do novo hangar no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, está agendada para a próxima sexta-feira, dia 14, pelas 10h30.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+