Tempo
|
A+ / A-

Petição para criar comissão permanente para as políticas do mar

10 jan, 2022 - 09:19 • Redação

Ideia é liderada pelo ex-presidente do CDS Ribeiro e Castro e é subscrita por várias personalidades.

A+ / A-

Há uma petição a circular para a criação de uma comissão permanente dedicada às Políticas do Mar, na nova legislatura que começa a 30 de janeiro.

Um conjunto de personalidades, entre as quais o antigo líder do CDS (e número dois do partido na lista de Lisboa para as legislativas) e presidente da Sociedade Histórica, José Ribeiro e Castro, lançaram a iniciativa de recolha de assinaturas.

"É a Assembleia da República que pode dar um contributo decisivo à resolução de um velho problema quanto às políticas públicas do mar: dotar de visão de conjunto - e, correspondentemente, de harmonia, coesão, coerência e durabilidade - as diferentes políticas relativas ao mar", refere o texto da petição citado pelo Diário de Notícias.

Os peticionários consideram que esta comissão pode ser o "ovo de Colombo" em matéria de gestão do mar pois tendo uma sede política permanente, com visão de conjunto e no quadro do pluralismo democrático, garantiria a continuidade na estratégia nacional para o mar, de legislatura em legislatura.

Subscrevem-na esta petição além de Ribeiro e Castro, entre outros, o almirante Henrique Alexandre da Fonseca, diretor da Revista da Marinha; Tiago Pitta e Cunha, presidente executivo da Fundação Oceano Azul; Jorge Roque de Pinho d"Almeida, presidente da Associação 4Shipping; Vítor Ramalho, secretário-geral da UCCLA; almirante Fernando Melo Gomes, Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental; e Álvaro Beleza, presidente do Conselho Coordenador da SEDES.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+