Tempo
|
A+ / A-

Novo recorde. Mais de 400 mil testes à Covid-19 feitos num dia

01 jan, 2022 - 11:39 • Redação com Lusa

Desde o início da pandemia já foram feitos 26,5 milhões testes de despiste ao novo coronavírus. Um total de 1.166 farmácias e 681 laboratórios clínicos estão a fazer testes gratuitos à população.

A+ / A-

O penúltimo dia do ano registou um novo recorde nacional. Mais de 400 mil testes foram realizados quinta-feira, um novo máximo diário desde o início da pandemia, que eleva para 26,5 milhões os despistes da Covid-19 feitos em Portugal.

“Portugal atingiu, na passada quinta-feira, um novo máximo de testagem diária com 402.756 testes realizados (taxa de positividade de 9,2%), dos quais 307.698 (76%) foram testes rápidos de antigénio (TRAg) de uso profissional”, refere o comunicado task force da testagem enviado à redação.

Desde 1 de dezembro, foram realizados mais de cinco milhões de testes , incluindo cerca de 3,6 milhões de TRAg, um valor que está relacionado com a necessidade determinada pelo Governo de apresentação de um resultado negativo para o vírus SARS-CoV-2 no acesso a vários serviços ou locais e com o aumento de pontos de testagem no país.

Os TRAg nos laboratórios e farmácias que aderiram ao regime excecional de comparticipação voltaram a ser gratuitos desde 19 de novembro, face ao aumento de casos de infeção registados no país.

De acordo com a Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed), um total de 1.166 farmácias e 681 laboratórios clínicos estão a fazer testes gratuitos à população , no âmbito do regime excecional e transitório de comparticipação.

Em 21 de dezembro, e tendo em conta a quadra festiva, o Governo decidiu aumentar de quatro para seis o número de testes que cada pessoa podia fazer mensalmente , mas a comparticipação voltou, a partir de hoje, a ser limitada a quatro testes por utente.

Desde o início de 2020, já foram efetuados cerca de 26,5 milhões testes de diagnóstico da covid-19, números que não incluem os autotestes.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+