Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Porto. ASAE encerra cinco estabelecimentos por incumprimento de regras

31 dez, 2021 - 14:39 • Lusa

Operação decorreu esta quinta-feira. Foram fiscalizados 250 operadores económicos, na sequência da qual foram instaurados 20 processos de contraordenação

A+ / A-

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) suspendeu cinco estabelecimentos por incumprimento das regras impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) face à pandemia de Covid-19 e instaurou 20 processos de contraordenação em todo o país.

Esta operação de fiscalização da ASAE decorreu na quinta-feira e visou estabelecimentos de restauração e bebidas, assim como empreendimentos turísticos, referiu, em comunicado.

A ação, que aconteceu de norte a sul do país, envolveu 85 inspetores, sublinhou.

No âmbito da mesma foram fiscalizados 250 operadores económicos, na sequência da qual foram instaurados 20 processos de contraordenação onde, as principais infrações, se prendem com o não cumprimento, por parte dos operadores económicos e dos clientes, da obrigatoriedade de apresentação de certificado digital Covid-19 ou comprovativo de realização de teste com resultado negativo, nos termos definidos pela DGS, ressalvou.

Além disso, a ASAE suspendeu a atividade de cinco operadores económicos por incumprimento das atuais regras impostas pela DGS relativamente à pandemia.

“A ASAE continuará a desenvolver ações de fiscalização, no âmbito das suas competências, em todo o território nacional, em prol de uma sã e leal concorrência entre operadores económicos, na salvaguarda da segurança alimentar bem como, para garantia do cumprimento das regras de saúde pública determinadas pela situação pandémica”, concluiu.

As restrições para conter a pandemia de Covid-19 no período de Ano Novo entraram em vigor às 00:00 de quinta-feira e vão manter-se até sábado, devido ao agravamento da situação epidemiológica e recente aumento de casos.

As medidas, que também vigoraram nos dias 24 e 25 de dezembro, foram decididas no início da semana passada num Conselho de Ministros extraordinário em que o Governo decidiu também antecipar a estratégia de prevenção e combate à pandemia definida cerca de um mês antes, face à ameaça da nova variante Ómicron do vírus SARS-CoV-2.

Até ao final do dia de sábado será obrigatória a apresentação de um teste negativo para entrar em restaurantes, casinos e festas de passagem de ano.

Na via pública estão proibidos ajuntamentos de mais de 10 pessoas, bem como o consumo de bebidas alcoólicas.

Portugal Continental está em situação de calamidade desde 01 de dezembro devido ao aumento do número de casos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernanda Vareiro
    01 mai, 2022 Caxinas Vila do Conde 15:51
    Eu venho por este meio comunicar que eu maria Fernanda tenho sido vítima de perseguição no trabalho por a D. Manuela é quem dirige a fábrica Gencoal conservas porque tem me obrigado a em latar cavala que não está capaz de ir para o consumidor toda detiorada já me põe de Castigo em serviços pesados em que eu não posso porque sofro de coluna já me castigou mandou-me para casa 12dias por eu me negar a fazer o tal serviço do peixe ransozo para os frascos para ir pro consumidor como isso e muito mais agradecia que especionase nas câmaras frigoríficas a onde escondem, obrigada pela atenção.
  • Cláudia Mendes
    31 dez, 2021 Esmoriz 22:19
    Restaurantes e similares, porque o facto da comunicação social falar só em restaurantes e esquecerem-se dos similares(pastelarias;cafetarias;salões de chá) faz com que as pessoas achem que só é necessário teste negativo em restaurantes.

Destaques V+