A+ / A-

Boletim DGS

Mais 25 mortes e 4.266 novos casos de Covid-19 em dia com menos pessoas em UCI

19 dez, 2021 - 14:22 • Marta Grosso , Joana Gonçalves

Desde 9 de março que não havia tantas mortes com Covid-19, com a diferença de que, nesse dia, foram registados 847 novos casos. Hoje, o número de pessoas dadas como recuperadas é de 1.692.

A+ / A-

Portugal regista, neste domingo, mais 4.266 casos de Covid-19 e 25 óbitos com a doença.

Desde o dia 9 de março que não havia tantas mortes relacionadas com o novo coronavírus. Nesse dia, foram registados 30 óbitos e 847 novos casos.

Neste domingo, o número de pessoas internadas subiu em 26 camas (para um total de 931), mas há menos duas pessoas nos cuidados intensivos. Em 9 de março, eram 1.278 os doentes hospitalizados, dos quais 312 nos UCI (são 145 neste domingo).

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que mais infeções regista (mais 1.653), e hoje também mais mortes (mais sete).

Nas últimas 24 horas, o Norte registou 1.256 novas infeções e seis óbitos, enquanto no Centro os números são de 724 casos e três mortes.

Segue-se a região do Algarve, com 273 novos casos e seis mortes com SARS-Cov-2, e a Madeira, com 225 infeções, mas nenhum óbito.

O Alentejo é a região com menos casos novos de Covid-19 neste domingo (75), mas regista três mortes. Os Açores registam 60 novo doentes com o novo coronavírus e nenhuma morte com a doença.

A faixa etária dos 50-59 anos foi a que registou mais casos (771) nas últimas 24 horas, em todo o país. Quanto aos óbitos, são distribuídos pelas seguintes idades: 80+ (15), 70-79 (três), 60-69 (seis) e 50-59 (um).

Se no sábado o número de pessoas recuperadas ultrapassava os cinco mil, neste domingo fica-se pelos 1.692. O número de casos ativos subiu para os 72.989 (mais 2.549).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+