A+ / A-

Covid-19: Maiores de 50 anos vão receber terceira dose de vacina

14 dez, 2021 - 18:19 • Lusa

A atualização da norma da DGS será efetuada ainda esta terça-feira, avança o secretário de Estado António Lacerda Sales.

A+ / A-

Veja também:


A terceira dose da vacina contra a covid-19 vai começar a ser administrada a pessoas com 50 ou mais anos, anunciou esta terça-feira o secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

"A atualização da norma da DGS 002/2021 será efetuada durante o dia de hoje, passando a faixa de elegibilidade dos igual ou mais de 65 anos para os 50 anos ou mais", avançou António Lacerda Sales, à margem da cerimónia da tomada de posse do primeiro bastonário da Ordem dos Fisioterapeutas, António Lopes.

Assim, indicou, "as pessoas com mais de 50 anos também irão fazer o reforço da vacina" contra a covid-19.

Já foram realizados cerca de 30 mil pedidos de agendamento para a vacinação contra a covid-19 de crianças com 10 e 11 anos, que vai decorrer nos dias 18 e 19 de dezembro, disse esta terça-feira o secretário de Estado adjunto e da Saúde.

“Parece-me que nestas poucas horas é um bom indicador para aquilo que todos queremos, que é a adesão dos pais das crianças à vacinação”, afirma António Lacerda Sales.

Portugal regista 69 casos da variante Ómicron do coronavírus SARS-CoV-2, com os últimos dados a revelarem uma "tendência fortemente indicadora da existência de circulação comunitária", avançou esta terça-feira o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

"Até à data, estão identificados um total de 69 casos da variante Ómicron por pesquisa dirigida de mutações e/ou sequenciação do genoma viral", refere o relatório do INSA sobre a diversidade genética do SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19.

Portugal regista esta terça-feira uma descida nos internamentos por Covid-19, mais 14 mortes e 3.591 novos casos, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nos hospitais portugueses há agora 953 pessoas internadas com Covid-19, no conjunto das enfermarias e unidades de cuidados intensivos. São menos 41 doentes em comparação com o dia anterior.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março do ano passado, estão confirmadas 18.687 mortes, um milhão e 200 mil casos e um milhão e 115 mil recuperados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+