Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Câmara do Porto oferece testes antigénio em seis locais

06 dez, 2021 - 17:16 • Lusa

O executivo da Câmara do Porto aprovou a disponibilização gratuita de 100 mil testes de antigénio à população até ao final do ano.

A+ / A-

A Câmara Municipal do Porto vai disponibilizar gratuitamente, a partir de terça-feira, testes de antigénio em seis locais entre a zona da Ribeira e a baixa da cidade.

À agência Lusa, esta segunda-feira, a Câmara do Porto afirmou que seis locais avançam já com a testagem gratuita à comunidade.

Através da POC Medical Care, os testes de despiste à Covid-19 vão estar disponíveis na Rua do Infante D. Henrique (nº85), na Rua das Carmelitas (nº162) e na Rua das Flores (nº332).

Nestes três locais, a testagem de despiste à Covid-19 poderá ser feita das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 20h00 de domingo a quarta-feira. Já de quinta-feira a sábado, os testes podem ser feitos das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00.

Já através do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, os testes de antigénio podem ser realizados na Praça de Parada Leitão das 12h00 às 02h00, na Trindade (no edifício Domus das 07h30 às 24h00) e numa tenda na Praça D. João I das 10h00 às 24h00.

Numa publicação no seu "site", a Câmara do Porto esclarece que, além destes centros de testagem, outros irão abrir na cidade durante os próximos dias.

O executivo da Câmara do Porto aprovou esta segunda-feira, por unanimidade, a disponibilização gratuita de 100 mil testes de antigénio à população até ao final do ano.

Com esta medida, a autarquia pretende "garantir que a quadra natalícia é vivida em segurança e, ao mesmo tempo, contribuir para que a atividade económica se mantenha em alta", quando o teste negativo é obrigatório entrar em bares, discotecas, atividades culturais e desportivas, por exemplo.

A Covid-19 provocou pelo menos 5.249.851 mortes em todo o mundo, entre mais de 264,78 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.537 pessoas e foram contabilizados 1.166.787 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como "preocupante" pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em cerca de 30 países de todos os continentes, incluindo Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+