Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Governo da Madeira investe 1,7 milhões nas festas de Natal e Fim de Ano

29 nov, 2021 - 17:43

Espetáculo de passagem do ano terá uma duração de oito minutos, sendo o fogo disparado a partir de 59 postos.

A+ / A-

O programa das festas de Natal e Fim de Ano na Madeira representam um investimento de 1,7 milhões de euros (ME), estando prevista uma taxa de ocupação hoteleira de 85,1% nos últimos dias de 2021, disse hoje o secretário regional do Turismo.

As festas de Natal e Fim de Ano em 2021 envolvem uma dotação orçamental de 635 mil euros para a animação, logística e projetos associados, e de 1,085 ME para fogo de artifícios, disse Eduardo Jesus, na conferência de imprensa para apresentação deste importante cartaz turístico da Madeira.

O governante recordou ainda que há um montante de 2,9 milhões de euros à iluminação, que tem por base um concurso que abrange dois anos (2020 e 2021), e que o programa este ano decorre desde 1 de dezembro com o acender das luzes e prolonga-se até 9 de janeiro.

O responsável madeirense indicou que o espetáculo de passagem do ano, que entrou para o Livro dos Recordes (Guinness Book) em 2007, terá uma duração de oito minutos, sendo o fogo disparado a partir de 59 postos, 27 dos quais no anfiteatro do Funchal, 25 na marginal da cidade e cinco no mar.

A ilha do Porto Santo também terá pirotecnia com dois postos de fogo.

Sobre a ocupação hoteleira, Eduardo Jesus apontou que, "numa primeira auscultação, a esta distância, anda à volta 58% no Natal, ligeiramente acima da que se verificou em 2019, e no Fim do Ano tem a mesma ocupação, 85,1%".

"Temos a perceção de que vão variar [as taxas de ocupação] de forma positiva, não havendo contratempos na sequência da pandemia, porque estão a surgir reservas de última hora. É mais do que natural que se verifique maior procura nos dias que antecedem final do ano", perspetivou.

Entre outros aspetos, o secretário regional informou que este ano não haverá obrigatoriedade de as pessoas assistirem ao tradicional espetáculo de fogo de artifício na baía do Funchal restringidas aos quadrados desenhados no pavimento, "uma medida que não se aplica" porque a região regista uma elevada taxa de vacinação, impôs o uso de máscaras e testagem semanal da população.

Em termos de animação, o governante referiu que marcará presença nos vários pontos da cidade, envolvendo mais de 2.200 pessoas, entre os quais os envolvidos nos 47 concertos, 33 atuações de grupos folclóricos e de 32 bandas filarmónicas.

Este ano, as barracas no denominado "Mercado de Natal", na placa central da Avenida Arriaga, no Funchal, vão poder vender bebidas e outras iguarias, com o controlo efetuado à entrada dos visitantes, que devem ter o certificado de vacina contra a covid-19 e o teste antigénio negativo, uma medida que já foi anunciada pelo presidente do Governo da Madeira.

O programa inclui também um itinerário em seis museus dos concelhos do Funchal, Ribeira Brava e Calheta, com mostras das vivências desta quadra e destaque para os tradicionais presépios da Madeira, as "lapinhas".

Um pavilhão de bordado e artesanato, o jardim municipal com elementos adequados a crianças, estátuas vivas alusivas à quadra, festival de coros, uma feira com fins solidários, subordinada ao tema "a arte ajuda", na qual "artesãos e artistas da região vão criar e leiloar as obras cujas receitas revertem para centro da mãe e ajuda alimentar dos cães" são algumas das iniciativas previstas neste programa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+