Tempo
|
A+ / A-

Direção executiva do SNS é "um disparate", diz bastonário dos médicos

22 out, 2021 - 13:02

O bastonário Miguel Guimarães defende que o Ministério da Saúde tem “muitas estrutura dependentes, que têm capacidade para aquilo que é a direção executiva do SNS”.

A+ / A-

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no estatuto do SNS aprovado na quinta-feira, é “um disparate” e que há estruturas que podem desempenhar as mesmas tarefas.

“É um disparate. O Ministério da Saúde já tem muitas instituições dependentes dele para a gestão global do SNS, seja os cuidados de saúde primários ou nos hospitais”, disse à Lusa Miguel Guimarães, exemplificando: “tem a Administração Central dos Serviços de Saúde (ACSS), que por sua vez tem o conselho nacional do internato medico; tem a DGS [Direção Geral da Saúde]; tem os SPMS [Serviços Partilhados do Ministério da Saúde] (…) e tem as administrações regionais de saúde”.

Para o bastonário, o Ministério da Saúde tem “muitas estrutura dependentes, que têm capacidade para aquilo que é a direção executiva do SNS”.

A criação de uma direção executiva para gestão do SNS, assim como a dedicação plena aplicada progressivamente aos médicos, constam do novo Estatuto do Serviço Nacional de Saúde (SNS), aprovado na quinta-feira em Conselho de Ministros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • António dos Santos
    22 out, 2021 Coimbra 15:15
    Gostava de saber o que este gajo entende de gestão. Possivelmente sabe de medicina e não muito. Ele só deve falar no que diz à medicina e ao comportamento de muitos médicos.

Destaques V+