Tempo
|
A+ / A-

Caso BPP

Juíza determina investigação à mulher de João Rendeiro

15 out, 2021 - 20:59 • Redação

Polícia Judiciária não encontrou 15 das 124 obras de arte do ex-banqueiro nas buscas realizadas. Maria de Jesus Rendeiro pode vir a ser punida pelo crime de descaminho.

A+ / A-

A mulher de João Ribeiro vai ser investigada no âmbito do caso BPP.

Segundo a SIC Notícias, a decisão foi tomada pela juíza do processo, uma vez que Maria de Jesus Rendeiro é a fiel depositária da coleção de arte arrestada há mais de 10 anos, para garantir o pagamento das indemnizações aos depositantes lesados.

Nas buscas realizadas à residência do ex-banqueiro, a Polícia Judiciária não encontrou 15 das 124 obras de arte de João Rendeiro e duas delas não correspondem à descrição constante do auto de apreensão.

Além disso, os inspetores da PJ detetaram obras supostamente falsas que, apesar de corresponderem às apreendidas, poderão não ser as originais.

O Ministério Público ainda vai determinar se Maria de Jesus Rendeiro será alvo de inquérito e constituída arguida.

Certo é que a mulher do antigo presidente do BPP poderá ser punida pelo crime de descaminho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+